por Departamento de Cultura em 20 de agosto de 2021

A Fundação Municipal de Cultura (FMC) através do Departamento de Patrimônio Cultural e o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (COMPAC) realizam no dia 23 de agosto de 2021 às 19h a Sessão Pública de Tombamento dos imóveis: Villa Branda e Casa de Arabescos.
O processo de tombamento é o instrumento legal para garantir a preservação de imóveis com valor histórico e cultural, possibilitando, dessa forma, que a memória arquitetônica continue contando a história da cidade.
Cada um dos imóveis possui um relator, membro do COMPAC. Durante a Sessão de Tombamento, o relator é responsável por apresentar o processo, falando sobre a história do edifício, seu valor cultural para a cidade e outros motivos que justifiquem o seu tombamento. Após o relator, o proprietário do imóvel, ou um representante, faz suas considerações acerca do processo e em seguida é aberta a votação. Os votos são dados pelos Conselheiros do COMPAC.
Segundo o presidente da FMC, Alberto Portugal, o processo de tombamento é um mecanismo fundamental para a proteção do patrimônio material da cidade. Esse mecanismo possibilita que ícones arquitetônicos continuem fazendo parte da paisagem, da cultura e da história de Ponta Grossa.
A Villa Branda, situada na Rua Sete de Setembro, 435 é um imóvel residencial da década de 1940, onde residiu a Família Gaspareto. Sua importância arquitetônica é superior à relevância histórica, já que utiliza técnica construtiva relativa a uma época, possui volumetria dominante. Retrata a ascensão social da cidade em determinado período, compondo um eixo com preservação histórica de outros imóveis
A Casa com Arabescos, na Rua General Carneiro, 512 é um exemplar com características da época da construção (meados de 1950), com relevância arquitetônica se inserida no contexto do eixo histórico que se consolida. Arquitetura eclética com elementos que se repetem ao longo da rua em mais outras 4 edificações de moradia.
De acordo com a Diretora do Departamento de Patrimônio Cultural, Brenda Ferreira, a importância arquitetônica dos imóveis em processo de tombamento é, por si só, marcante para a preservação dos mesmos pois, são construções que exemplificam as características de épocas.
A participação da sociedade, como principal interessada nessa preservação, se faz necessária para demonstrar a relevância da salvaguarda da arquitetura da paisagem urbana de Ponta Grossa.
A Sessão ocorrerá no Cine Teatro Ópera e será possível a participação presencial de público de até 50 pessoas, conforme protocolos de segurança de saúde para o combate ao covid-19. Os interessados em comparecer devem realizar a inscrição previamente. A reunião também será transmitida ao vivo pela página da Fundação de Cultura no Facebook.
Formulário para inscrição de público presencial: https://docs.google.com/forms/d/1vZoZC8gPudJKOPT93sHZdZ7WTGrvEwJHr0xEAEPE4Do/edit


photo_camera Galeria de fotos:


FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA