Prefeitura oferece ballet e capoeira para a comunidade

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, oferece à comunidade, aulas gratuitas de capoeira e ballet. Os cursos são ofertados em dois locais: Centro de Criatividade e no Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU) das Artes. As aulas fazem parte do Programa Satélite Cultural, pelo qual o Município oportuniza acesso da comunidade semanalmente a oficinas, aulas e atividades de arte e cultura.
As aulas de Capoeira acontecem nos dois locais. No Centro de Criatividade, as atividades iniciam na próxima segunda-feira (Dia 19), às 14h30, para crianças de 5 a 12 anos. As aulas com alunos a partir dos 13 anos começam na sexta-feira, dia 23, também às 14h30.
Capoeira também pode ser feita no CEU das artes, onde as aulas iniciam no dia 23, em dois horários: 14h30, para crianças entre 5 e 12 anos, e 15h30, para alunos acima de 13 anos. Os interessados podem se inscrever no endereço eletrônico https://cultura.pontagrossa.pr.gov.br/formularios/inscricoes_aula_de_capoeira.

Ballet
As aulas de ballet iniciam hoje (dia 16), às 13h30, no CEU das Artes, e acontecerão sempre nas sextas, nesse mesmo horário. Podem participar crianças entre 3 e 13 anos. As inscrições são feitas diretamente no local, inclusive no dia da aula.

SERVIÇO
O CEU das artes fica na Rua Alberto Ansbach, esquina com a Avenida Ana Rita, junto ao CRAS da vila Coronel Cláudio. Já o Centro de Criatividade fica na Avenida Visconde de Taunay, 262, no Centro.

Prefeitura abre edital do Programa

Municipal de Incentivo a Cultura

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), e o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) instituíram o edital que regulamenta o Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura (Promific-2023). O objetivo é atender às políticas culturais aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura e estabelecidas pelo Plano Municipal de Cultura. Os proponentes selecionados estarão aptos a captar os recursos junto a pessoas físicas e empresas locais, que podem destinar até 60% do valor do IPTU para os projetos aprovados.

Através do Promific, busca-se facilitar à comunidade o acesso aos bens e espaços artísticos e culturais, assim como às atividades desenvolvidas na área da cultura. Com esse apoio, é possível incentivar a produção, difusão e circulação, de forma descentralizada, de bens culturais ponta-grossenses, além de estimular o desenvolvimento cultural de Ponta Grossa, entre outros objetivos.

“O Promific é uma iniciativa importante para fortalecer e incentivar a cultura de Ponta Grossa, pois permite que artistas das mais diversas áreas tenham a estrutura necessária para desenvolverem seus projetos e apresentá-los para a comunidade”, destaca o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

Podem se inscrever os agentes culturais domiciliados ou estabelecidos em Ponta Grossa há no mínimo dois anos. Serão selecionados projetos culturais nas seguintes áreas: Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Livro e Leitura e Música. O Programa também abrange o Patrimônio Cultural Material e Imaterial; Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares.

O Promific deverá contemplar 21 projetos no valor de R$ 536 mil reais divididos entre os projetos. O edital, na íntegra, está na página do Programa, no site da SMC https://cultura.pontagrossa.pr.gov.br/promific/. O prazo de inscrição, desta vez, é o mais amplo já oferecido. Os agentes culturais podem se inscrever até dia 5 de janeiro de 2024.

Ao longo de suas quatro edições, o programa já beneficiou mais de 60 projetos culturais de Ponta Grossa.

Edital do Promific está disponível no site da SMC

Concerto ‘Duzentos’ leva história de Ponta Grossa para a praça

A comunidade ponta-grossense vai receber mais um grande evento no próximo final de semana. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, realizará o concerto  ‘Duzentos – a maior celebração de todos os tempos’, espetáculo que vai reunir música, dança e teatro, simultaneamente, além de projeções e luzes. Serão três apresentações, nos dias 15, 16 e 17, que vão acontecer, gratuitamente, na Praça Marechal Floriano Peixoto. O evento faz parte das comemorações dos 200 anos de Ponta Grossa.
As apresentações iniciarão sempre às 19h30 e terão a participação da Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa, do Coro Cidade de Ponta Grossa, Banda Lyra dos Campos, Coral das Meninas Cantoras, da Cia. Municipal de Dança, do Grupo de Teatro de Ponta Grossa, além de convidados. A direção é de Emerson Rechenberg.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, explica que será uma grande produção, com mais de 300 pessoas em cena. Com uma hora de duração, o ‘Duzentos’ vai contar passagens importantes da história da cidade. Para isso, será montado um enorme palco na praça com toda a estrutura de som, luz e projeção. “O concerto ‘Duzentos’ é um espetáculo multilinguagens, realizado com todos os corpos estáveis da Secretaria de Cultura. Os momentos históricos serão retratados com música, coreografias, projeções e diversos outros recursos”, antecipa Emerson Rechenberg.
É a primeira vez que um espetáculo acontece neste local e também a primeira vez que todos os grupos municipais estarão reunidos em cena, tornando a apresentação a maior celebração de todos os tempos.

Prefeitura realiza 5ª edição do PG Memória

Evento será realizado no Lago de Olarias, entre os dias 16 e 19, e destacará lembranças afetivas

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza nesta semana a 5ª edição do ‘PG Memória’, salão do patrimônio cultural do município. O evento começa na quarta-feira, dia 16, e segue até sábado, dia 19. Durante quatro dias, uma programação variada relacionada à história e memória ponta-grossense será oferecida gratuitamente ao público. A promoção faz parte da programação dos 200 anos de Ponta Grossa. 

A edição deste ano acontece no parque do Lago de Olarias. A abertura está marcada para às 9 horas da quarta-feira, com a presença da prefeita Elizabeth Schmidt e do secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal. A programação prossegue, durante os quatro dias, com eventos nos períodos da manhã, tarde e noite. 

O tema da edição é ‘Álbum de Família’. Os participantes vão compartilhar histórias e memórias, a partir da temática central, com um olhar afetivo. “São abordagens a partir de um ponto de vista bem afetivo. Não é um evento científico e sim de recortes vividos”, diz o secretário Alberto Portugal. 

A estrutura está sendo montada com quatro estandes temáticos, que serão espaços para eventos como palestras e mini cursos, totalmente gratuitos, contados a partir de entidades e pessoas físicas que escolhem abordagens dentro de um grande tema, definido previamente. De acordo com Alberto Portugal, o ‘PG Memória’ é uma “exposição em formato de feira, que tem como objetivo contar a história de Ponta Grossa por quem vive a história de Ponta Grossa.” O secretário de Cultura destaca ainda que esse é o maior evento do patrimônio cultural do Paraná.

Os expositores poderão apresentar ideias relativas a seus grupos, entidades ou associações, ligadas a Ponta Grossa e ao tema central. O pavilhão ‘Memórias Vivas’ terá 34 estandes, com exposições de instituições diversas da cidade. Esses espaços temáticos vão apresentar aspectos históricos de Ponta Grossa; o ‘Pavilhão das Letras’, com cinco estandes, terá exposições de academias, instituições e associações da área literária; ‘Pavilhão da Segurança’ vai expor aspectos relacionados a essa área; ‘Pavilhão Espaço Saberes’ terá palestras e apresentação de estudos de temas variados, como arquitetura, desenvolvimento econômico, literatura, moda, gênero, povos indígenas, entre outros. 

Além desses, o ‘PG Memória’ contará com um palco para apresentações artísticas de várias vertentes. Haverá apresentação de bandas e grupos musicais, teatro e manifestações como trovas e versos, entre outros. Além disso, o visitante também poderá apreciar a ‘Feira Sabores das Nações’, promovida pela Secretaria Municipal de Turismo, com comidas típicas de diversas etnias.

PG Memória traz ‘Álbum de Família’ ponta-grossense

Evento acontece entre os dias 16 e 19, no Lago de Olarias, destacando lembranças afetivas da cidade

De 16 a 19 deste mês, a Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza a 5ª edição do ‘PG Memória’, o salão do patrimônio cultural do município. Neste ano, o evento acontece no parque do Lago de Olarias. Durante quatro dias, diversas atrações relacionadas à história e memória ponta-grossense serão oferecidas gratuitamente ao público. A promoção faz parte da programação dos 200 anos de Ponta Grossa. 

“Resgatar e conservar a nossa memória, o nosso patrimônio, é essencial para que possamos nos entender como sociedade e avançar ainda mais na construção de uma cidade mais unida. Neste sentido, o PG Memória é um grande espaço de encontro e de reencontro com nossas raízes, permitindo um olhar para o passado e uma reflexão sobre toda sua importância para nosso presente e para o nosso futuro. Por isso, aproveito e convida todos a comparecerem e fazerem parte deste grande momento de celebração da nossa história”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt.

Conforme explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, o ‘PG Memória’ é uma “exposição em formato de feira que tem como objetivo contar a história de Ponta Grossa por quem vive a história de Ponta Grossa.” A estrutura será montada com quatro estandes temáticos, que serão espaços para eventos como palestras e minicursos totalmente gratuitos, contados a partir de entidades e pessoas físicas que escolhem abordagens dentro de um grande tema e definidas previamente. “Trata-se do maior evento do patrimônio cultural do Paraná”, destaca o secretário. 

Neste ano, o tema do projeto é ‘Álbum de Família’. Os participantes vão compartilhar histórias e memórias, a partir do tema central, com um olhar afetivo. “São abordagens a partir de um ponto de vista bem afetivo. Não é um evento científico e sim de recortes vividos”, diz o secretário Alberto Portugal. 

Ao todo, serão quatro pavilhões onde os expositores poderão expor ideias relativas a seus grupos, entidades ou associações, ligadas a Ponta Grossa e ao tema central. O pavilhão ‘Memórias Vivas’ terá 34 estandes, com exposições de instituições diversas da cidade. Esses espaços temáticos vão apresentar diversos aspectos históricos de Ponta Grossa; o ‘Pavilhão das Letras’, com cinco estandes, terá exposições de academias, instituições e associações da área literária; ‘Pavilhão da Segurança’ vai expor aspectos relacionados a essa área; ‘Pavilhão Espaço Saberes’ terá palestras e apresentação de estudos de temas variados. Além desses, o ‘PG Memória’ contará com um palco para apresentações artísticas de várias vertentes e a ‘Feira Sabores das Nações’, promovidas pela Secretaria Municipal de Turismo, com comidas típicas de diversas etnias.

Nesta edição, surgiram diversas ideias que serão apresentadas pelos participantes, como um estande de uma entidade que vai falar de receitas culinárias. “Porque um livro de receita é um álbum de família”, considera o secretário. Outro grupo vai apresentar a composição das casas das famílias ponta-grossenses ao longo da história entre muitos outros temas.

Conferência Municipal escolhe novos conselheiros e mostra a dinâmica da área em Ponta Grossa

A 23ª Conferência Municipal de Cultura, realizada no início dessa semana (dias 29 e 30) definiu os nomes dos novos conselheiros do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC). O evento reuniu representantes de todos os segmentos artísticos culturais da cidade no Cine-Teatro Ópera e serviu também para mostrar o que tem sido feito nesse segmento em Ponta Grossa e para a apresentação de propostas. 

O objetivo da Conferência, segundo o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, foi de “fortalecer o diálogo com os fazedores de cultura do município, além de levantar propostas para a construção de políticas públicas mais eficazes e, assim, fortalecer ainda mais a cultura ponta-grossense”. O propósito também é de atender toda a comunidade de Ponta Grossa, a partir de propostas que possam aproximar cada vez mais as produções culturais da população.

A Conferência deste ano teve um formato diferente, uma vez que as proposições foram encaminhadas com antecipação por formulário digital. A partir do recebimento, o Conselho Municipal de Política Cultural compilou todas as propostas, sintetizando as similares. “O objetivo foi otimizar o tempo da Conferência ao juntar proposições iguais”, explica o secretário. 

Na primeira noite aconteceu a abertura da exposição ‘Múltiplas Cenas’ e uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa. O secretário Municipal de Cultura (SMC) e presidente do CMPC, Alberto Portugal, fez a prestação de contas das atividades da Secretaria. Ele destacou o incremento das atividades ao longo dos primeiros 879 dias de atuação da atual gestão. Nesse período, o foco se deu sobre cinco premissas centrais: Patrimônio Cultural; Fomento, Incentivo e Apoio; Fortalecimento dos Setores; Lazer, Entretenimento e Alegria; e Pesquisa, Educação Cultural e Inclusão. 

O secretário apresentou um mapa com a espacialização das ações culturais dentro e fora do centro da cidade, bem como a constituição de futuros polos de difusão cultural. Também explicou como funciona o orçamento do setor da Cultura, o Planejamento Estratégico de 2023 e a distribuição desses recursos no ano passado. Entre os pontos abordados pelo secretário, destacam-se a reestruturação de unidades culturais; apoio fomento e incentivo à cultura; eventos culturais; geração e manutenção de bolsas em trabalho cultural; realizações de ações descentralizadas; eventos de entretenimento, manutenção de programas, folhas de pagamento, apoio a ações de terceiros – públicas, gratuitas e com objetivo cultural.

Durante a prestação de contas, o secretário Alberto Portugal também lembrou que Ponta Grossa faz parte do grupo das sete maiores cidades do Paraná. Também se ocupa uma vaga no Conselho Estadual de Cultura (Consec), AMCG e do fórum estadual de Gestores de Cultura. Depois, detalhou todas as atividades realizadas pela Secretaria.

NOVOS CONSELHEIROS

Durante a 23ª Conferência Municipal de Cultura foram apresentadas diversas propostas para o setor cultural e eleitos os novos conselheiros para o próximo biênio. Foram escolhidos: Wilton Correa Paz (Artes Visuais), Ana Cláudia Ferreira Gambassi (Teatro e Circo), Maria Luíza Cavasoti (Artes Populares), Victor Emmanuel Carbonar (LGBTQIAP+), Aymê Alves (Afro brasilidades e Povos Originários), Pamela Schamne (Dança), Everson Pontes (Carnaval), Thaís Cristina dos Santos (Audiovisual), Julia Margarida Kalva (Literatura) e Álvaro Bueno (Música).

Prefeitura de Ponta Grossa realiza Censo Cultural 2023

Artistas, trabalhadores e fazedores culturais têm até o dia 27 deste mês para participar do Censo Cultural 2023. A realização é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura. O objetivo é fazer um mapeamento da produção cultural local, além de criar um banco de informações que ajudará a gerenciar a distribuição de recursos.

O cadastro e participação no Censo Cultural de 2023 deve ser feito no site da Secretaria de Cultura, no endereço: https://cultura.pontagrossa.pr.gov.br/censo-cultural-2/. Mesmo quem preencheu o censo anterior deve participar desse novo banco de dados.

De acordo com o diretor do Departamento de Cultura da Secretaria, Carlos Phantasma, o objetivo do Censo Cultural é elaborar um panorama do movimento cultural existente em Ponta Grossa. Através do levantamento de dados e do mapeamento da produção local, pode ser criado um banco de informações que permite gerenciar com maior eficiência a distribuição dos recursos.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, explica que o “Censo Cultural é um dos mais importantes instrumentos para a construção de políticas públicas eficazes na administração do município e nos conselhos”. Responder ao Censo também será o caminho para a participação em editais de cultura e permitirá votar nos representantes do Conselho Municipal de Cultura. 

A 23ª Conferência Municipal de Cultura, que será realizada nos dias 29 e 30 deste mês, às 20 horas, no Cine-Teatro Ópera, vai escolher os novos conselheiros. Só poderá votar quem estiver inscrito no censo até o dia 27.

Carnaval de Ponta Grossa – Programação

O Carnaval 2023 da Prefeitura de Ponta Grossa já está com a programação definida. A festa será realizada entre os dias 17 e 21 de fevereiro na região Central e contará com desfiles de blocos e escolas de samba, matinês, baile e Concurso de Fantasias e da Rainha do Carnaval. 

“Nós temos trabalhado para fomentar e fortalecer a cultura no nosso Município e o Carnaval, sem sombra de dúvida, é uma das manifestações mais tradicionais e importantes do nosso país. Tenho certeza que a festa que está sendo desenvolvida pela Prefeitura será um grande marco para a população e irá tornar o aniversário de 200 anos de Ponta Grossa ainda mais bonito”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt. 

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, o intuito da festa deste ano é integrar a comunidade e oferecer uma festa plural, voltada para todos os públicos. 

“O Carnaval deste ano será, acima de tudo, uma celebração da história da nossa cidade e da integração da comunidade por meio da música e da alegria, uma verdadeira celebração da felicidade. Nosso objetivo é oferecer uma festa com muita diversão, plural, com segurança, e para todas as idades”, aponta Portugal.  

Grito de Carnaval e exposição de maquetes
Precedendo as festividades, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, abre,  no dia 01 de fevereiro, a exposição de maquetes do Carnaval ‘Império dos Campos Gerais’ do artista Renato Garcia. O evento acontece a partir das 19h na Unidade Cultural do Ponto Azul, espaço que também receberá o Grito de Carnaval com participação de carnavalescos do Município. 

Acesse os editais para inscrição

Edital do Concurso das Escolas de Samba

Edital do Concurso de Fantasias

Edital do Concurso da Rainha do Carnaval

Regulamento para o Desfile

Confira a programação completa do Carnaval 2023

Dia 17 – Sexta-feira 

Baile Municipal com Concurso da Rainha E Concurso De Fantasia 

Horário: 20h

Local: Parque Ambiental

Dia 18 – Sábado 

Bloco dos Polacos (Bloco des Polaques)

Horário: das 14h às 17h30 – Concentração na Praça Barão de Guaraúna –

Desfile das Escolas de Samba

Horário: 20h

Local: Rua Benjamin Constant

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile das escolas de Samba

Dia 19 – Domingo

Matinê Infantil 

Horário: 15h

Local: Parque Ambiental

Bloco Trem das 11

Horário: 16h – Concentração na Feira Do Produtor – 

Corso 

Horário: 20h00 

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Dia 20 – Segunda-feira

Matinê Idosos 

Horário: 15h

Local: Parque Ambiental

Bloco da Chave

Horário: 16h – Concentração Na Feira Do Produtor –

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Dia 21 – Terça-feira

Bloco da XV

Horário: 16h – concentração na Rua XV

Festa No Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Resultado do Corso

Carnaval de Ponta Grossa em 1980. Acervo da Casa da Memória Paraná

Origens

Conhecido de todos os brasileiros, mesmo daqueles que dizem que não gostam da folia, o Carnaval é uma das mais tradicionais festas populares do mundo. No Brasil é, sem dúvida, o maior evento popular, levando milhões de pessoas para as avenidas, sambódromos e clubes para dançar, sambar ou simplesmente assistir aos desfiles. 

O Carnaval teve origem na Europa, na Idade Média. O evento chegou ao Brasil ainda no período colonial, quando eram realizadas diversas brincadeiras. A partir do século XX, muitos ritmos passaram a fazer parte das comemorações e na década de 1930 se tornou a principal festa popular do país.

 
O Carnaval em Ponta Grossa        
Foi ainda no século XIX que o Carnaval chegou a Ponta Grossa.
De acordo com os relatos, Gabriel Caillot, filho de um imigrante Francês ligado à música, casou-se com uma moça negra chamada Floripa. Eles foram morar no bairro de Olarias e ali aliaram a musicalidade dele com as tradições familiares dela, que traziam na bagagem danças e batuques. Os ritmos eram usados em alegres saraus na casa deles no Carnaval.
O evento ganhou a cidade, incluindo outras características. Historiadores apontam que no início do século passado o Carnaval de Ponta Grossa se destacava principalmente pelo corso (desfile de carros com pessoas fantasiadas) pelas ruas centrais. O modelo teve seus maiores momentos durante as décadas de 1930 e 1940. Confetes e serpentinas tomavam conta dos festejos e das roupas dos participantes e observadores.
Os primeiros blocos de Carnaval foram criados entre as décadas de 1940 e 1950, com participação direta dos filhos de Gabriel Caillot e Floripa. Esses grupos foram tendo cada vez mais adesão e viraram escolas de samba. Aos poucos, adeptos ao Carnaval e ao samba foram criando outras escolas, tornando os desfiles um marco nas festividades carnavalescas locais.

Das ruas para os salões 


Nessa época o Carnaval também caiu no gosto dos clubes sociais de Ponta Grossa, que passaram a realizar concorridos bailes com marchinhas clássicas do país. A partir da década de 1940, portanto, o Carnaval ponta-grossense se dividiu entre as festas populares nas ruas, com a participação das escolas de samba e blocos, e os clubes sociais, com seus foliões rodando nos salões.

PG Memória 2021 – Histórias que o tempo não vai apagar

por Maria Arlete Wadek 

3ª edição do evento será realizada neste final de semana e promete mexer com nossas saudades 

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Cultura, empenha-se nos preparativos para a realização do PG Memória- 3º Salão do Patrimônio Cultural de Ponta Grossa, denominado “Histórias que o tempo não vai apagar”, o qual será realizado de 22 a 24 de outubro, na Praça Barão do Rio Branco. 

O evento objetiva destacar a importância da preservação de nossas histórias, do conhecimento da identidade local, dos símbolos e expressões culturais de Ponta Grossa, da valorização da memória e do patrimônio cultural da cidade, promovendo a discussão sobre elementos da cultura local, das tradições e da identidade do povo ponta-grossense. 

O presidente da Fundação Municipal de Cultura, Alberto Portugal, destaca que “durante esses três dias será possível rever histórias, descobrir curiosidades sobre fatos pitorescos de Ponta Grossa, relembrar coisas que os nossos avós contavam e, principalmente, sentir muita saudade ”. Ele comenta que a saudade será o grande foco do PG Memória 2021, “remexendo no baú do passado e trazendo à tona nossas melhores lembranças”. 

Durante o evento serão realizadas palestras, cursos, atividades culturais, exposições, entre outras ações, nos seguintes dias e horários: 22/10, das 15h às 22h; 23/10, das 10h às 22h; 24/10, das 10h às 15h. 

Neste período, além das atividades que irão acontecer em 21 (vinte e um) estandes temáticos, localizados em espaços separados na Praça Barão do Rio Branco, outros atrativos integram o evento, a exemplo do funcionamento da Casa do Artesão, o Palco de Poesias“ Belvedere” dirigido pela APLA e CCPFM, exposições na Unidade Cultural do Ponto Azul, Apresentações da OSPG em palco separado, Feira de Antiguidades e apresentações de Histórias que o Tempo não vai Apagar. Na Rua Sant’Ana será instalada uma Praça de Alimentação, coordenada pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional. Já a Concha Acústica será palco para diversas atrações artístico-culturais. Além disto, será realizada a exposição “ Protagonistas da Cidade”, com vários espaços da praça ocupados por banners fotográficos contendo registros de pessoas que ajudaram a forjar a história da cidade. O grande destaque das atrações fica por conta da “Festa PG de Outros Tempos”, um grande baile de época, animado por Paulino’s Jazz Banda e que acontece no sábado, a partir das 19h. 

Acreditando no sucesso da iniciativa, Alberto destaca que o evento vai respeitar todas as normas sanitárias estabelecidas para o enfrentamento ao Covid 19. Ele ressalta que será mantida a norma de distanciamento social mínimo, obrigatoriedade do uso de máscaras, além do álcool em gel que estará sendo disponibilizado em vários locais da Praça.

PROGRAMAÇÃO

Palco Principal – CONCHA ACÚSTICA


SEXTA – DIA 22 – DAS  15 ÀS 21:00
15:00 Abertura Oficial do Evento;
15:30 Concerto da Banda Lyra dos Campos – Patrimônio Imaterial de Ponta Grossa;
16:00 Os Poentes da Minha Terra – de Anita Philipowsky – por Renata Régis Florisbelo;
18:00 Exibição de Cinema de Época (Filme: Tristeza do Jeca) – por Nelson Silva Jr.
19:00 Rodada de Memórias, Histórias e Saudades;
20:00 Os Poentes da Minha Terra – de Anita Philipowsky – por Renata Régis Florisbelo;
20:30 Seresta – Música da saudade.

SÁBADO – DIA 23 – DAS 10:00 ÀS 22:00 (A FEIRA FECHA ÀS 19:00)

10:00 Abertura da feira com a Banda Lyra dos Campos;
11:00 Os Poentes da Minha Terra – de Anita Philipowsky – por Renata Régis Florisbelo;
12:00 Brida e Morenaço;
14:30 Cultura e devoção em Corina Portugal – por Dione Navarro;
15:00 Coro Cidade de Ponta Grossa – Concerto de Retomada;
17:00 Rodada sobre Gastronomia de Ponta Grossa;
18:00 Resultado do Concurso de Rótulos da Cerveja do Buraco do Padre;
19:00 às 21:00 Baile PG de Outros Tempos com Paulino’s Jazz Band;

DOMINGO – DIA 24 – DAS  10:00 ÀS 15:00

10:00 Abertura da Feira da Barão;
11:00 Casa do Divino
12:00 Kiko e Alámo;
13:00 Higor Kas e o Violino Mágico
14:00 Os Poentes da Minha Terra – de Anita Philipowsky – por Renata Régis Florisbelo;
15:00 Concerto com a Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa;
15:30 Encerramento do Evento;

Palco Poesia – Apresentações Academia Ponta-Grossense de Letras e Artes e Centro Cultural Professor Faris Michaele

SEXTA, DIA 22

16:15 Contação de Histórias com Alana Águida Berti
17:00 Hora da Magia – Palhaços Pipoca e Caramelo – com Luciano Oliveira
18:10 Arte Naif – Passeia e Encanta – Com Marcelo Schimaneski
18:30 Lançamento do Flyers Literato “Perfis da Cidade”
19:00 Oficina Construção de um Personagem – Identidade de PG – por CCPFM
20:15 Lançamento do Livro O que tem nas caixas – de Alana Águida Berti

SÁBADO, DIA 23

11:15 Oficina Arte no Tempo da Vovó – Com Sulamita Prochaski e Rosângela Milleo.
14:00 Leitura Poética – Na voz do vento sob a luz da Lua – com Rosicler Antoniácomi, Silvestre Alves, Júlia Bueno, Mitzi Vedan Ramos e Guilherme Vargas
15:30 Oficina Memórias Infantis – com Deisi Pietrobelli e Leticia Teixeira
16:30 Oficina Construção de um Personagem – Identidade de PG – por CCPFM
18:00 Oficina de Criatividade – Memórias: do Real ao Surreal – com Ana Maria Camargo

DOMINGO, DIA 24

11:00 Oficina Construção de um Personagem – Identidade de PG – por CCPFM
14:15 Caravana da Cultura – com Dione Navarro, Marivete Souta e Silvestre Alves

Palco Virtual – Academia de Letras dos Campos Gerais

SEXTA, DIA 22

Horário: 17h – 18h
Pelo Facebook da Academia de Letras dos Campos Gerais
Sala de Neuza Mansani
ABERTURA: Acadêmica Fundadora Teresa Jussara Luporini Cadeira 21. (Coordenadora)
TEMA 1 – A CONCEPÇÃO E FUNDAÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DOS CAMPOS GERAIS Academia de Letras dos Campos Gerais
Acadêmico Fundador Cadeira 10: Josué Corrêa Fernandes

TEMA 2 – PERFIL DOS PATRONOS
Acadêmica Primeira Ocupante Cadeira 2: Josélia Maria Loyola de Oliveira Gomes

SÁBADO, DIA 23

Horário: 14h – 15 h
Pelo Facebook da Academia de Letras dos Campos Gerais
Sala de Rafael
ABERTURA: Acadêmica Fundadora Cadeira 21: Teresa Jussara Luporini (Coordenadora)

1 – TEMA: COMO CHEGAMOS ATÉ AQUI
Acadêmicas Fundadoras: Aída Mansani Lavalle Cadeira 36 Luísa Cristina dos Santos Fontes Cadeira 5

DOMINGO, DIA 24

Horário: 11h – 12h
Pelo Facebook da Academia de Letras dos Campos Gerais
Sala de Rafael
ABERTURA: Acadêmica Fundadora Cadeira 21: Teresa Jussara Luporini (Coordenadora)

2 – TEMA: ATUAÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DOS CAMPOS GERAIS
Acadêmica Primeira Ocupante Cadeira 1 – Neuza Helena Postiglione Mansani
Acadêmico Primeiro Ocupante Cadeira 7 – Mário de Sérgio de Melo

3 – ENCERRAMENTO: Acadêmica Fundadora Cadeira 21: Teresa Jussara Luporini (Coordenadora)

Atividades pela Praça

SEXTA, DIA 22

19:00 City Tour pela Praça Barão do Rio Branco – com Marcia Dropa

SÁBADO, DIA 23

14:00 City Tour pela Praça Barão do Rio Branco – com Marcia Dropa

19:00 Flashmob Baila comigo?! – com Grupo de Teatro Cidade de Ponta Grossa

DOMINGO, DIA 24

11:00 Flashmob Chega de Saudade – com Casa das Artes 13:00 Serenatas com Higor Kas e o violino fabuloso

A qualquer momento:

Serenatas na praça com Paola e Melissa;
Panfletagem: perfis da cidade – por Renata Régis Florisbelo

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange