Prefeitura promove Encontro de Big Band’s

Com ingresso social, o evento acontece no dia 29 de junho no Cine-Teatro Ópera

Com o objetivo de fomentar a produção, difusão e circulação na área musical, bem como contribuir para as causas sociais, dialogando com os propósitos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Cultura, a Prefeitura de Ponta Grossa promove, no dia 29 de junho, um “Big Encontro”. O evento que será realizado no Cine-Teatro Ópera, a partir das 19h30, vai reunir duas grandes Big Band’s: a Conserva’s, de Ponta Grossa, e Big Belas Band, de Curitiba.
De acordo com o Secretário Municipal de Cultura, Alberto Portugal, o jazz e a música popular brasileira serão os anfitriões do evento. Ele explica que o encontro objetiva proporcionar aos músicos um intercambio musical entre os grupos e para o público um show de música instrumental, fomentando a prática de Big Band . Além disto, reforça o propósito da SMC em contribuir para as causas sociais “ já que o ingresso para este grande show será a doação de 1 quilo de alimento não perecível, cuja arrecadação será destinada para a ONG Transformando Gerações”, detalha Portugal.

Sobre as Big Bands
As primeiras formações de grupos musicais instrumentais no gênero ocorreram no início do século XX nos Estados Unidos da América. Neste movimento, os negros americanos, em seu esforço pela liberação do domínio escravo, utilizaram a linguagem musical como forma de expressão, desenvolvendo nos instrumentos ocidentais como trompete, trombone, saxofone, originários das bandas militares, uma música de inspiração ancestral em sua essência africana, o que veio a ser o Blues, que daria origem ao Jazz e posteriormente ao Rock. Estes grupos desenvolveram-se e ampliaram-se, chegando à atual formação característica de Big Band, cuja composição mais comum inclui naipes de saxofones, trombones e trompetes, aliados a uma seção rítmica com piano, baixo, bateria e guitarra e que possibilita a execução de repertório de músicas populares nos mais diferentes níveis de dificuldades, assim como a prática da improvisação.

Conserva’s Big Band: Em 2021, o diretor do Conservatório Maestro Paulino Martins Alves, Ramon Salomão, juntamente com o professor Hudson D. Müller, iniciaram o projeto uma Big Band, visando possibilitar que alunos e músicos do Conservatório entrassem em contato com esse universo da música instrumental nos mais diversos gêneros na música popular, sobretudo o jazz. A Big Band foi batizada como Conserva’s Big Band, em referência ao próprio Conservatório. Desde o inicio dos trabalhos, a Conserva’s Big Band, composta por 25 músicos, já se apresentou em diversos locais dentro das programações culturais da cidade.
Para o regente da Conserva’s, professor Hudson Müller, “ realizar e participar do 1º Big Encontro é uma imensa satisfação pois iremos mostrar a comunidade pontagrossense o trabalho que é realizado no Conservatório, difundindo a música instrumental e assim contribuindo com o cenário musical da cidade”.
Compõem a Conserva’s Big Band os músicos:
Saxofones: Amauri Junior, Giovane Monteiro, Leandro Ferreira do Amaral, Anthonny Felipe, Davi Absalão, Evelton Rodrigues, Leandro Laiter, Ramon Rodrigues.
Trompetes: Winicyus Gabriel Cordeiro, Luiz Henrique, Felipe Stadler, Paulo S. Marcinek.
Trombones: João Marcos Lemes, Pierre Cerjat, Enzo de Sordi, Fabio Davi.
Piano: Aline Ansbach Garabeli Guitarra: Christian de Sá Quimelli
Contra-baixo: Johnny Willian
Bateria: Felipe Diogo Ferreira
Percussão: César Del Claro Regência,
Coordenação Musical e Artística: Hudson Diógenes Müller
Coordenação Geral: Ramon Salomão

Big Belas Band: A Big Belas Band , uma Big Band da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) antiga Belas Artes, foi iniciada em 2011 e consta em sua trajetória a gravação de dois Cds, Por Ela Mesma (2017) e Por Ela Mesma II (2020). Sucesso de público em Curitiba e em outras cidades do Paraná pelas quais passou, a Big Belas Band contagia a todos pelo repertório escolhido e pela qualidade técnica e vocal de seus integrantes. A banda tem coordenação geral do professor e diretor da UNESPAR Campus, Marco Aurélio Koentopp, coordenação musical de Eduardo Lobo e Jean F. Pscheidt e Coordenação Artística de Hugo Leonardo Martins Correa.
Sob a regência do Jetson Souza e Eduardo Mutz Có, compõem a Big Belas Band:
Saxofones: Vitor Matheus, Matheus Tonin, Cesar Matoso, Cesar Matoso Jr., Vinícius Pinheiro, Micael Felipe da Silva.
Trompetes: Samuel Jalowyj, Daniel Junior, Misim Matos, Kauê de Jesus.
Trombones: Gabriel Guimarães, João Victor Schmidt Braz, Henrique Schichof, Emilyn Shayane de Paula.
Piano: Marina Lima.
Guitarra: Pedro Henrique Dias.
Baixo: Patrick Garcia.
Bateria: Rodrigo Oliveira.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Meninas Cantoras apresentam o concerto “Amizade” no Cine-Teatro Ópera

O evento acontece no dia 28 de junho com entrada franca

Para contar sobre a história das amizades que construímos ao longo da vida, a Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, promove no dia 28 de junho, às 20h, no Cine-Teatro Òpera, o concerto “Amizade”, com as Meninas Cantoras do Conservatório Maestro Paulino, regidas pelo Maestro Eudes Stockler.
A apresentação, que tem entrada franca, será composta por 25 meninas, entre 9 e 15 anos e vai abordar, através da música, as amizades que criamos desde o momento infantil, de brincadeiras inocentes, passando pelos momentos de crise e dificuldades onde só os verdadeiros amigos permanecem, chegando até os momentos de despedida que temos que enfrentar quando nossas amizades tomam rumos diferentes.
Segundo o maestro Eudes Stockler, “ a vida só faz sentido quando é compartilhada, dividida. Em um mundo tão voltado ao “eu”, é preciso redescobrir o “nós”. Ele destaca que uma viagem é mais divertida quando se tem companhia, “ e nesse concerto queremos fazer uma linda viagem com você, por estradas, rios e mares da sua lembrança. Vamos nos lembrar das promessas de amizade eterna da infância, das aventuras da adolescência, das tempestades que enfrentamos e daqueles que nos ofereceram guarda-chuva, dos que tomaram outras estradas, da saudade que ficou e das amizades que nem sabemos que temos, mas que já nos aguardam num futuro desconhecido”, finaliza o maestro.

Sobre as Meninas Cantoras
T
endo como fonte de inspiração outros coros brasileiros voltados apenas às vozes femininas infanto-juvenis, o coral das Meninas Cantoras de Ponta Grossa foi criado em maio de 2012, tendo como objetivo principal a prática do canto coral e a expressão corporal. O coral se destaca no nível técnico vocal e de repertório, representando a cidade de Ponta Grossa e divulgando o trabalho do Conservatório em atividades/apresentações internas e externas. Suas integrantes devem aprovadas em teste seletivo devidamente regulamentado e coordenado pela direção do Conservatório Maestro Paulino e equipe de regência e preparação vocal.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Biblioteca Pública sedia a 37ª Semana do Migrante

Com o tema Saberes e Travessias o evento será realizado nos dias 20 e 21 de junho

Pensando na responsabilidade social, a Secretaria Municipal de Cultura, através da Biblioteca Pública Professor Bruno Enei, em parceria com A Caritas Diocesana de Ponta Grossa, irá sediar nos dias 20 e 21 de junho, o evento da 37ª Semana do Migrante, dentro do projeto BiblioSocial. Com o tema Saberes e Travessias, tem foco nas histórias dos migrantes residentes em Ponta Grossa.

  A equipe da biblioteca, em uma nova perspectiva informacional, tem buscado promover acesso a informação através de palestras e/ou ações culturais, com a  participação da população para que esta possa conhecer e exercer de maneira plena os seus direitos, através do BiblioSocial.  Com a orientação da bibliotecária idealizadora do projeto, Bruna Cristina Bonini,  “ o objetivo é o de  possibilitar uma mudança na qualidade de vida e melhor exercício da cidadania, fornecendo instrumentos através de leituras, palestras e ações abertas à população”, explica Bruna.

Assim, com esta dinâmica, a equipe tem buscado parceiros ou interessados em usar o espaço da Biblioteca para o desenvolvimento de atividades sociais, como esta que será realizada nos dias 20 de junho a partir das 19h30 e 21 de junho a partir 14h, e que vai contar com uma roda de conversas e momentos culturais.  

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Setor de Artes Visuais do Ponto Azul sedia exposição “ Da Linha ao Objeto”

A multiplicidade é um dos trunfos do segmento artes visuais, posto que congrega diferentes visões artísticas. Com base nesta premissa, o Setor de Artes Visuais Ponto Azul, espaço administrado pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, vai sediar de 15 de junho a 1º de julho a exposição “Da Linha ao Objeto”. A mostra, que vai ocupar o espaço principal do Setor de Artes Visuais, conta com cenários de Nessandra Cordeiro e figurinos de Evlin Frandoloso, do espetáculo teatral “ Todos os Nós”, que esteve em cartaz recentemente.

De acordo com Nessandra, responsável pelos cenários da peça, a ideia da exposição surgiu pela necessidade de dar visibilidade aos profissionais que atuam nos bastidores das produções culturais. “Sabemos que nas artes, mais especificamente no teatro, a produção abrange diversos setores específicos, os quais reunidos permitem levar ao público o espetáculo como um todo”.  A cenógrafa, que também é artista plástica, estilista e design de interiores, comenta que “ Da Linha ao Objeto,   nos propõe caminhos distintos e nos molda. A força simbólica da cor e a simplicidade da linha conduzem o espectador a um universo onde realidade e imaginação, passado e presente, luto e renascimento se fundem. O que nos leva a uma percepção poética do desenho como traço formador das coisas e do mundo, olhando assim para os objetos e o ambiente que nos cerca como historias vivas, partes do que fomos, impregnados das memórias de cada um de nós”.

Para a figurinista Evlin Frandoloso, que iniciou seus trabalhos nesta área em 2019, enquanto integrava o “ Grupo de Teatro  Cidade de Ponta Grossa”, os figurinos do espetáculo ‘”Todos os Nós”, foi idealizado para acompanhar a mesma estética construída para o cenário. “O figurino nos mostra que é mais do que parecer: é sobre pertencermos ao nosso tempo e espaço; como traços pintados a mão, nem sempre tão delicados, assim como nós, humanos, feitos de contrastes. Trata-se, então, do novo e o velho, da chegada e da partida, da vida e da morte, e o preto e o branco que coexistem e se misturam, nos emaranhando nessas idas e vindas”, ressalta Evlin.

O secretário de Cultura, Alberto Portugal, ao fazer o convite a população para prestigiar a exposição, destaca que a finalidade do trabalho neste setor especifico da cultura “é  enaltecer o trabalho  dos  artistas visuais em todos os aspectos, expressados em  linguagens diferentes” .

A exposição “Da Linha ao Objeto”, estará em cartaz de 15 de junho a 1º de julho, no Setor de Artes Visuais Ponto Azul,  com horário de visitação das 9h às 17h. Entrada livre.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa promove Concerto beneficente com tributo a Elvis no dia dos Namorados

Ingressos devem ser trocados por agasalhos

Muito mais do que por sua imensurável importância na cultura musical mundial, conhecer o repertório de Elvis Presley é uma oportunidade inspiradora. Para tornar essa premissa realidade, a Orquestra Sinfônica Cidade de Ponta Grossa (OSPG), juntamente com o músico Etcheverry Santi e sua banda, realizam um tributo as Elvis no dia 12 de junho, a partir das 20h, no Cine-Teatro Ópera.  O concerto em homenagem ao Dia dos Namorados, é promovido pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura .  Os ingressos deverão ser trocados por agasalhos, os quais serão destinados a entidades sociais.  

O maestro e regente da OSPG, Rafael Rauski relata que a apresentação vai contar com os 50 músicos da Orquestra, em conjunto com o cantor Etcheverry Santi  e sua  banda, de Francisco Beltrão. A iniciativa deste tributo, segundo ele, surgiu em 2019, quando Santi o convidou para orquestrar arranjos do repertório de Elvis, cujo tributo já vinha sendo realizado pela banda. Rauski comenta que a parceria foi um sucesso “ pois fizemos duas apresentações de grande repercussão e com casa lotada”. O maestro explica que após um período de afastamento devido a pandemia e com o retorno das atividades presenciais, “ quisemos dar este presente ao povo de nossa cidade com este tributo a Elvis e também ao romance, aos namorados, já que será realizado neste dia especial dedicado aos casais”.  Ele lembra que Elvis tinha em seu repertório, além do Rock, inúmeras baladas românticas e músicas gospel, que farão parte deste concerto.

Para o secretário de Cultura, Alberto Portugal, “esta é uma ótima oportunidade para as pessoas apreciarem  música romântica e contribuírem para as causas sociais ao mesmo tempo” . Ele ressalta que esta é a 6ª apresentação da OSPG somente em 2022, com retorno das atividades presenciais em ritmo acelerado. E faz o convite a toda a população para acompanhar esta grande produção musical, “pois se trata de um belíssimo espetáculo, um show envolvente e vibrante e que permitirá   ao público a oportunidade de conhecer um dos capítulos mais importantes da música. Esta viagem no tempo é garantia de sucesso absoluto”, enfatiza.

Os ingressos podem ser trocados por agasalhos  e estão disponíveis para troca a partir de hoje, 3 de junho,  nos  seguintes locais: Conservatório Maestro Paulino e Cine-Teatro Ópera.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

PalcoParaná divulga chamamento para produtoras que queiram atuar no projeto Crianças no Teatro

O PalcoParaná, serviço social autônomo vinculado à Cultura Paraná, publicou nesta quinta-feira (19/05) o edital de chamamento de produtoras culturais para o projeto Crianças no Teatro (https://www.palcoparana.pr.gov.br/Pagina/Editais), que vai levar espetáculos teatrais, baseados em clássicos infantis, para cidades de todo o estado. As inscrições terminam às 16 horas do dia 10 de junho.

O projeto Crianças no Teatro propõe a descentralização e o acesso a bens culturais por meio de apresentações e ações de mediação teatral a crianças de todo o Estado, em conformidade com as premissas do Plano Estadual de Cultura.

Serão selecionadas as quatro melhores propostas de produtoras, que executarão os espetáculos nas oito macrorregiões do Estado, sendo duas áreas de atuação para cada contemplada: Curitiba e Litoral; Nordeste e Noroeste; Oeste e Sudoeste e Centro-Sul e Campos Gerais. O projeto tem incentivo da Audi do Brasil e o investimento é de R$ 1.576.828,00.

Acesso  

Com o intuito de estimular o bom hábito de ir ao teatro e buscando promover formas de acesso, inclusão social e formação de plateia, a iniciativa irá fomentar a circulação de companhias teatrais paranaenses em teatros de 16 municípios, impactando mais de cem mil crianças da rede pública de ensino com idades entre 06 e 12 anos.

As peças terão como tema os clássicos da literatura infantil e serão apresentadas por companhias paranaenses a serem selecionadas por processo de edital. O projeto também propõe uma ação de mediação cultural a ser executada antes de cada apresentação, com o objetivo de despertar e sensibilizar o público para outros sentidos da obra artística, possibilitando que ele se relacione e se familiarize com a arte teatral através de atividades práticas e pedagógicas.

Formação dos professores

Além de atividades com os alunos, o projeto visa orientar educadores e pedagogos, reproduzindo através de uma cartilha digital, atividades teatrais que podem ser desenvolvidas nas escolas.

Assim, os profissionais que estão na linha de frente, diretamente em contato com os alunos, podem continuar a desenvolver atividades teatrais e fomentar tal prática em suas respectivas escolas.

Cronograma

O projeto Crianças no Teatro tem previsão de execução no segundo semestre de 2022 com a realização de 269 apresentações nas cidades contempladas pelo projeto.

A gestão do projeto será do PalcoParaná, Serviço Social Autônomo (SSA), sem fins lucrativos, vinculado à SECC.

As etapas do edital e os resultados serão divulgados pelo site palcoparana.pr.gov.br e comunicação.pr.gov.br

O envio do projeto com a inscrição pode ser feito via Correios, pessoalmente ou pelo e-mail contatopalcoparana@palcoparana.pr.gov.br  O formulário de inscrição está disponível no Anexo III.

Fotos de divulgação: Maringas Maciel

Áudio: Laura Haddad, diretora artística do PalcoParaná

Fóruns Setoriais do CMPC vão definir prioridades para a realização da Conferência Municipal de Cultura

Participação da comunidade artística e produtores culturais é fundamental para a definição de metas

Acontecem no próximo sábado, 21 de maio, às 13h30, no Campus Central da UEPG- Universidade Estadual de Ponta Grossa, auditório da Reitoria, os Fóruns Setoriais de Cultura, momento que antecede a Conferência Municipal de Cultura, prevista para o dia 02 de Julho.  O evento é organizado pelo CMPC- Conselho Municipal de Politicas Culturais, vinculado a Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, objetivando definir prioridades para a realização da Conferência, além de abrir debate com trabalhadores da cultura local em todos os segmentos.

O Secretário da SMC e Presidente do CMPC, Alberto Portugal destaca a importância da participação, nesta iniciativa, convidando aos artistas, artesãos, pesquisadores de cultura e  produtores culturais que atuam no  Município.   Ele ressalta que esta fase preparatória é muito importante para o sucesso da Conferência, objetivando promover discussões sobre questões referentes à Política Cultural do Município. Explica ainda que a Secretaria de Cultura tem a função de atender a demanda dos atores do setor cultural da cidade,  além de administrar, junto ao Conselho, o Fundo Municipal de Cultura. “Nossa função é a de criar e manter um ambiente de cooperação e parceria para o desenvolvimento da atividade cultural, com a formação e aperfeiçoamento de artistas, técnicos e promotores, com a ampliação do mercado, possibilitando o estabelecimento e o desenvolvimento da atividade econômica relacionada à cultura, gerando emprego e renda, com a difusão das artes e a fruição dos bens culturais pela população”, finaliza.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Festival de Inverno Prorrogadas as inscrições para o Concurso de Música Sertaneja

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), comunica aos interessados que as inscrições para o concurso de Música Sertaneja foram prorrogadas  para o dia 26 de maio,  sendo  que a primeira etapa classificatória  vai ocorrer no dia  4 de junho. Esta edição do Festival de Inverno objetiva estimular, valorizar, dar visibilidade à música sertaneja e possibilitar o surgimento de novos talentos.

O concurso estará aberto a cantores (as) solo, duplas e trios do Paraná e contará com três categorias: sertanejo autoral, sertanejo raiz e sertanejo universitário, com premiação de até 4 mil reais em cada categoria.  Com a prorrogação das inscrições, agora serão 4 ( quatro)  etapas  classificatórias,  que acontecem nos bairros da cidade, sempre  às 17h,  e uma etapa final, dividida em dois dias, no Cine Teatro Ópera,  às 19h.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, justifica que “esta mudança de calendário ocorre para oportunizar aos interessados mais tempo de se organizarem para a realização das inscrições, incluindo neste quesito a reunião de toda documentação necessária e o preparo do vídeo, exigidos por edital”.   

As inscrições podem ser feitas clicando aqui

Confira o calendário com as datas do Festival nos bairros
04/06 – Santo Antônio
05/06 – Santa Maria
11/06 – Lago de Olarias
12/06 – Ronda

  • Premiação

O valor total das premiações é de R$ 21.000,00,  dividido da seguinte forma:
1º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$1.000,00 (mil reais)
1º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$1.000,00 (mil reais)
1º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$1.000,00 (mil reais)

Haverá a entrega de troféus para o participante que se destaque nas seguintes categorias:

Prêmio Melhor Caracterização; Prêmio Superação; e Prêmio Revelação.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Sexta às Seis 2022 com inscrições abertas

  Atendendo a uma demanda da comunidade ponta-grossense, a Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, iniciou  as inscrições  para a  temporada 2022 do projeto Sexta às Seis.  O evento, que terá 10 apresentações neste ano, vai reunir 18  bandas locais no Parque Ambiental.  Os shows começam sempre às 18h, sendo 2 bandas por sexta-feira.  

Segundo o Secretario Municipal de Cultura, Alberto Portugal esta fase do projeto objetiva  “selecionar grupos, conjuntos e bandas ponta-grossenses para apresentação pública”. Ele ressalta que com a participação no projeto, os músicos poderão levar a comunidade o resultado dos trabalhos desenvolvidos, contribuindo para a formação de platéia e propiciando aos artistas a formação de seu próprio público, permitindo-lhes a elaboração de  espetáculos num padrão mais profissional. “ Com esta premissa, buscamos  divulgar e incentivar a produção musical local, promovendo o intercâmbio cultural entre os artistas e proporcionando cultura gratuita para toda comunidade”, salienta Alberto .  Ele lembra que  o  Sexta as Seis  teve interrompida sua programação devido a pandemia, voltando as atividades presenciais neste ano com força total e grandes atrativos para participação dos interessados.

Inscrições e Requisitos 

A participação no projeto Sexta às Seis 2022 é facultada a músicos residentes em Ponta Grossa, de diferentes estilos musicais com, no mínimo, três integrantes. É expressamente proibida a interpretação de música acompanhada por playback.

Para inscrição, as bandas deverão enviar material autoral (vídeo, áudio e letra) para avaliação. Os shows a serem realizados não necessitam ser inteiramente autorais.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas até às 23h59 do dia 05 de junho de 2022 e podem ser feitas online clicando aqui

Será feita uma seleção de até 18 (dezoito) bandas para a participação no projeto Sexta às Seis 2022, sendo 9 (nove) bandas com mais de 5 (cinco) anos de existência e 9 (nove) bandas com menos de 5 (cinco) anos de existência.

Cada banda selecionada receberá um prêmio no valor de R$3.500,00 (três mil e quinhentos reais)

Informações sobre o presente Edital poderão ser obtidas pelo email cultura@pontagrossa.pr.gov.br.

Histórico do Sexta às  Seis

O primeiro Sexta às Seis foi realizado em 7 de abril de 1989, na Praça Barão do Rio Branco, em frente a Concha Acústica, com a participação da Banda Escola Lyra dos Campos e o Grupo Vocal “ A Cigarra”.

Criado pelo Departamento de Cultura, da então Secretaria  Municipal de Educação e Cultura, foi idealizado por  Fernando Durante ( In Memorian), na época diretor daquele departamento.

Inicialmente, o projeto abria espaço para diversas formas de manifestações culturais locais, incluindo teatro, dança, literatura, artes visuais e música. Com o decorrer do tempo, e como a demanda era maior para a área musical, visto que vários grupos buscavam este espaço para mostrar seu trabalho, o Sexta às Seis foi direcionado para apresentações de bandas locais, de todos os estilos musicais, firmando-se, mais tarde,  com o estilo Pop Rock.

Em 1999 o projeto foi realizado no Calçadão da Cel. Cláudio, com apresentações mensais da Banda Escola Lyra dos Campos.

Em outubro de 2005 o  Sexta às Seis passou a integrar  o projeto Geração München, que tinha por objetivo  selecionar  as bandas locais para apresentação durante a realização da München Fest, no palco alternativo. Desenvolvido durante o decorrer do ano, incentivava a produção musical, pois as bandas se apresentavam com músicas de sua própria autoria incluídas em CD fornecido  pela então Secretaria de Cultura. Algumas edições do Sexta as Seis, que incluíam a seleção de bandas  para o Geração Munchen foram descentralizadas, sendo realizadas em  bairros de Ponta Grossa

Até o  ano de 2011,  o projeto foi realizado  na Concha Acústica Carlos Gomes, Praça Barão  do Rio Branco, sendo transferido, em 2012, para o coreto do Complexo Ambiental, ao lado do Shopping do Paraguaizinho, e mais tarde,  para a plataforma da Estação Saudades.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

Festival de Inverno – Prefeitura de Ponta Grossa promove Concurso de Música Sertaneja

O ritmo sertanejo irá tomar conta da cidade de 28 de maio a 19 de junho

A música é considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana, pois as práticas musicais não podem ser dissociadas do contexto cultural. Cada cultura possui seus próprios tipos de música totalmente diferentes em seus estilos, abordagens e concepções do que é a música e do papel que ela deve exercer na sociedade. Valorizar elementos da música tradicional, erudita, popular, clássica, folclórica, nacionalista, experimental, estabelecendo, através desta diversidade, um elo  entre o músico e o público, através dos diversos projetos desenvolvidos, é o compromisso da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), que realiza no período de  28 de maio a 19 de junho o Concurso de Música Sertaneja. Esta edição do Festival de Inverno objetiva  estimular, valorizar, dar visibilidade à música sertaneja e possibilitar o surgimento de novos talentos.

O concurso estará aberto a cantores (as) solo, duplas e trios do Paraná e contará com três categorias: sertanejo autoral, sertanejo raiz e sertanejo universitário, com premiação de até 4 mil reais em cada categoria.  Serão realizadas 6 (seis) etapas classificatórias nos bairros da cidade, sempre  às 17h,  e uma etapa final, dividida em dois dias, no Cine Teatro Ópera,  às 19h.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, destaca que “ o principal objetivo da realização do Festival de Inverno é valorizar  o ritmo sertanejo em suas mais variadas expressões, contribuindo para o fomento do setor, além  de estimular a criação de espaços informais onde todos possam mostrar a sua música, levando as apresentações aos bairros” . E faz o convite aos interessados para que se participem desta grande realização, lembrando que  as inscrições estarão abertas até 15 de maio e podem ser feitas clicando aqui.


Confira o calendário com as datas do Festival nos bairros
28/05 – Santa Maria
29/05 – Bom Jesus
04/06 – Santo Antônio
05/06 – Santa Paula
11/06 – Lago de Olarias
12/06 – Ronda

  • Premiação

O valor total das premiações é de R$ 21.000,00,  dividido da seguinte forma:
1º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo autoral – troféu e R$1.000,00 (mil reais)
1º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo raiz – troféu e R$1.000,00 (mil reais)
1º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$4.000,00 (quatro mil reais)
2º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$2.000,00 (dois mil reais)
3º Lugar sertanejo universitário – troféu e R$1.000,00 (mil reais)

Haverá a entrega de troféus para o participante que se destaque nas seguintes categorias:

Prêmio Melhor Caracterização

Prêmio Superação

Prêmio Revelação

 
Informações sobre o presente Edital poderão ser obtidas pelo email cultura@pontagrossa.pr.gov.br.

Jornalista: Maria Arlete Wadek

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange