No dia do aniversário, Biblioteca Pública recebe doação de 200 livros novos

Nesta terça-feira, 10 de novembro, a Biblioteca Pública Municipal Prof. Bruno Enei comemorou seus 80 anos de atividades. E o presente veio da melhor forma possível: a doação de 200 livros novos, que muito em breve serão incorporados ao acervo para empréstimo gratuito. O repasse foi feito pelo projeto Pró-Biblioteca 2018-2020, que usa recursos da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, com curadoria da L&PM Editores e patrocínio da concessionária Caminhos do Paraná.

“Hoje tivemos uma coincidência muito feliz. Exatamente no dia em que a Biblioteca Pública está celebrando 80 anos, recebemos uma doação muito rica do projeto Pró-Biblioteca. É muito bom sentir esse cheiro de livros novos, que vão complementar nosso acervo”, destacou o bibliotecário Carlos Roberto Hernandez.

Foram doados 200 títulos de referência publicados pela L&PM Editores, desde infantis e infanto-juvenis a literatura em geral, contemplando leitores de todas as idades. Entre os títulos há obras clássicas da literatura brasileira e estrangeira, além de coleções (Hagar, Snoopy e Peanuts, por exemplo) e biografias.

“Nós, bibliotecários juntamente com a equipe da biblioteca, vamos fazer o possível e o impossível pra realizar com agilidade o processamento técnico desse material, cadastrá-los no sistema e etiqueta-los, para que quando a unidade retornar às atividades normais nossos leitores possam degustar dessas obras, tão maravilhosas”, afirmou Carlos. Atualmente a Biblioteca está apenas com trabalho interno, por conta das medidas de segurança sanitária.

“Agradecemos a todos que sempre nos apoiam e torcem pela Biblioteca Pública, como polo de difusão e disseminação da leitura, da cultura e do saber”, completou a bibliotecária Bruna Bonini.

História

A Biblioteca Pública Municipal Prof. Bruno Enei, administrada pela Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Cultura, foi inaugurada no dia 10 de novembro de 1940, criada a partir de um decreto federal que estabelecia que toda cidade deveria possuir uma biblioteca pública. Em Ponta Grossa o primeiro local que abrigou a Biblioteca foi uma sala cedida no prédio da própria prefeitura. No decorrer dos anos, a unidade mudou-se diversas vezes, em um total de 11 locais. Desde dezembro de 2012 está sediada em um imóvel construído especificamente para abrigar o acervo e atividades da Biblioteca, sendo referência para todo o Paraná. Atualmente possui aproximadamente 85 mil materiais entre livros, revistas, periódicos científicos, fitas de vídeo, CDs, DVDs, discos de vinil, entre outros. Em 2019 integrou o programa Conecta Biblioteca, conquistando o 1º lugar nacional por conta das atividades de inovação desenvolvidas ao longo do ano, voltadas especialmente ao incentivo da participação do público jovem.

Fundação de Cultura expõe painéis de poesias no SESC Estação Saudade

Quem estiver passando pela plataforma do SESC Estação Saudade poderá apreciar textos literários de autores paranaenses, com destaque para os escritores ponta-grossenses. A ação poética reúne 11 painéis produzidos pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC), como forma de valorização dos artistas locais.

O público poderá conhecer poesias de Isadora Ortiz de Camargo, Miguel Sanches Neto, Helena Kolody, Elioenai Padilha Ferreira, Fernando Bertani Gomes, Paulo Leminski, Ana Carolina Gilgen e Kleber Bordinhão. Os materiais estão dispostos nos totens da plataforma e também dentro da unidade. Boa parte dos textos foram selecionados no Concurso Totens Culturais. A primeira exibição dos painéis aconteceu durante o VII Festival Literário dos Campos Gerais (Flicampos), em 2018, quando eles foram expostos nos postes do Calçadão. Depois, passaram pela Biblioteca Pública Municipal e agora chegam ao SESC Estação Saudade. “Nosso objetivo é que cada vez mais pessoas tenham acesso a essas produções literárias que valorizam os escritores paranaenses, colocando poesia no nosso dia-a-dia tão corrido”, destaca Eduardo Godoy, diretor do Departamento de Cultura da FMC.

De acordo com a gerente executiva da unidade, Mônica Diniz, a parceria com a Fundação Municipal de Cultura resultou em uma bela exposição. “A plataforma, que continua sendo um lugar de encontros, de chegadas e partidas, agora também dialoga com os cidadãos que por ali transitam, por meio da exposição de poesias. As poesias nos totens destacam a identidade ponta-grossense que se fortalece neste espaço, revelando nossas expressões e sentimentos. Estar na Estação, ou por ali passar, permite viver momentos históricos e explorar experiências”, conta Mônica.

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange