Prefeitura realiza Fórum Municipal de Cultura

Será realizado no dia 25 (Terça-feira), a partir das 19 horas, no Centro de Criatividade, o Fórum Municipal de Cultura. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, Através da Secretaria Municipal de Cultura e Conselho Municipal de Política Cultural. O evento é aberto a toda comunidade e não é preciso fazer inscrição previamente. 

O Fórum precede a Conferência Municipal de Cultura e é um espaço em que a comunidade pode se reunir com o segmento do qual faz parte e discutir questões voltadas às políticas públicas que depois serão apresentadas na Conferência. O conselho conta com cadeiras que representam as mais diferentes manifestações culturais, como literatura, música, dança, artes populares, artes visuais, audiovisual e teatro. 

Para o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, o Fórum é uma ferramenta muito importante na construção coletiva, capaz de reunir as demandas e levantar um panorama para chegar na Conferência com um material encaminhado. “Nós acreditamos que a partir desses momentos a gente aproxima o trabalho da gestão pública municipal de cultura da comunidade de fazedoras e fazedores culturais”, destaca.

Carta de Ponta Grossa consolida G7 cultural

O setor cultural dos maiores municípios do interior do Paraná consolidou uma proposta de trabalho coletivo e de troca de experiências a partir de encontro realizado em Ponta Grossa, na semana passada (dias 11 e 12). Ao todo são sete cidades que criaram um bloco para discutir políticas públicas relativas à cultura. O objetivo é estabelecer pautas em comum e articulação junto aos governos estadual e federal.

As conversas sobre a oficialização do G7 vinham desde 2019. A partir de 2020, em razão da pandemia da Covid-19, houve um início de trabalho de forma remota. O motivo era a Lei Aldir Blanc. Neste ano, em razão das próximas leis emergenciais de cultura (Lei Paulo Gustavo e Lei Aldir Blanc II), os gestores e as gestoras pretendem estar mais próximos. 

O evento da semana passada reuniu representantes do setor cultural de Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Cascavel, Toledo e Guarapuava. Dentre os objetivos do fórum estavam a estruturação do grupo, com a definição de diretrizes e encaminhamentos em relação ao seu funcionamento, além da troca de experiências, fortalecimento do trabalho cultural nos municípios e a garantia de políticas mais amplas.

No encontro, as equipes aproveitaram para fazer o intercâmbio de metodologias de gestão e projetos. Também foram feitas visitas técnicas a equipamentos culturais de Ponta Grossa. “Começamos um novo tempo no trabalho de gestão de cultura nos sete maiores municípios do interior do Paraná. Enquanto gestor de cultura no governo Elizabeth Schmidt, fiquei honrado em receber o fórum, emocionado com a percepção de meus colegas secretários sobre nosso desenvolvimento cultural e feliz pelos laços que criamos”, destaca o secretário municipal de Cultura de Ponta Grossa, Alberto Portugal.

A partir de agora, está em elaboração pelo bloco um plano de ação, tendo como meta principal estabelecer instrumentos de cooperação técnica entre os sete municípios que o compõem. “Tivemos grandes avanços em termos de estruturação do bloco e de planejamento. Estamos com integrantes muito comprometidos e tenho certeza de que os trabalhos desse grupo trarão muitos benefícios para todos os municípios envolvidos”, destacou o diretor-presidente da Fundação Cultural de Foz, Juca Rodrigues, que foi escolhido como coordenador do G7.

O diretor de Cultura de Cascavel, Robson Macanhão, considera que “é muito importante discutir políticas públicas com esse grupo seleto dos sete maiores municípios que são polos culturais em suas regiões”. Na visão dele, o G7 servirá de modelo, não só para o Paraná, mas para outros estados também.


Formação
O bloco do G7 foi composto pelos gestores Juca Rodrigues, diretor-presidente da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu; Alberto Portugal, secretário de Cultura de Ponta Grossa; Bernardo Pellegrini, secretário de Cultura de Londrina; Rosselane Giordani, secretária de Cultura de Toledo; Rita Felchak, secretária de Cultura de Guarapuava; Victor Simião, secretário de Cultura de Maringá; diretor de Cultura de Cascavel, Robson Macanhão; bem como assessorias de suporte, com Alexandre Barbosa, Cristiane Cândido, Thaisa Praxedes, Edson Salez, Celia Dell’aglio, Carlos Alexandre Martins Schneider, Valdir Grandini, Antônio Carlos Machado, Gabriela Oliveira, Cristhian Lucas e Cleiton Marques. 

Reuniões dos gestores definiu primeiras medidas e estruturação do G7
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange