Programação de Natal de Ponta Grossa inicia neste sábado

Começa neste sábado (dia 2) a programação ‘Natal de Ponta Grossa – Feliz Cidade 2023’, com eventos nas praças Jardim Canaã, Barão de Guaraúna e Simón Bolívar, além do Calçadão da Coronel Cláudio. Na segunda-feira (dia 4), também acontece a primeira apresentação da ‘Parada Natalíssima’, pela Rua XV de Novembro. Na edição deste ano, dez locais, em diferentes pontos da cidade, recebem decoração especial e temática, cada uma com um tema específico. A organização é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura e, neste ano, faz parte das programações dos 200 anos de Ponta Grossa.

“A comunidade vai poder acompanhar em praças, Lago de Olarias e ruas centrais, espaços decorados e que contarão diferentes e emocionantes histórias relativas ao Natal”, explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

Na Praça Barão de Guaraúna, no Centro, o tema vai ser ‘Raiou, resplandeceu, iluminou’. Será mostrada a história do natal, seus símbolos mais expressivos e uma vila indoor, que farão tudo brilhar. Um presépio especial contará a história do nascimento de Jesus, tendo a icônica Igreja do Sagrado Coração de Jesus ao fundo, com iluminação especial. A proposta vai permitir, ainda, que pessoas ou grupos da comunidade possam se apresentar num palco colaborativo, além de acompanhar o ‘Jornatal’, com manchetes ao vivo sobre as questões natalinas, contadas em forma de noticiário.

A programação também se estende pelos bairros da cidade. Na Praça Jardim Canaã, no Contorno, por exemplo, acontece o ‘Natarik – Um natal muito especial’, que foi inspirado no Tarik, um menino com síndrome de Down, morador do Jardim Canaã e é “o nosso maior apaixonado pelo Natal”, conforme explica o secretário, Alberto Portugal. Dessa maneira, a praça receberá decoração e programação voltada para pessoas com deficiência. Haverá apresentações em libras, casa interativa para público autista, atividades em audiodescrição para cegos e muitos outros detalhes especiais.

A Praça Simón Bolívar, em Oficinas, recebe ‘A encantadora Vila da Vovó Noel’. Nela, a vovó está animada, esperando a chegada do bom velhinho, e preparou sua casa para a data mais especial do ano. Em seu quintal, receberá amigos e abrirá as portas de sua confeitaria e do seu ateliê de costura para visitas.

O Núcleo Rio Verde recebe o ‘Aeronoel’ na Praça Urbano Caldeira. Nesse tema, o Papai Noel se atualizou e decidiu trocar o trenó por um avião. A ideia é que os visitantes possam viajar com o bom velhinho para lugares incríveis a bordo do NoelBis, com direito a um salão de embarque. Será possível, também, visitar o escritório de Noel.

A programação passa também pelo Núcleo Santa Luzia, que contará com o ‘Natal de Brinquedo’, na Praça da Rua Santo Mauro. Haverá uma fabriqueta de brinquedos de Papai Noel que vai mostrar como são preparados os presentes. Poderá ser visitado um depósito especial em que a criatividade dá vida a objetos mágicos.

Na Praça Bom Jesus, em Uvaranas, acontece o ‘Natal de Tempo Presente’, no qual um relojoeiro decide presentear as pessoas retirando o ponteiro dos relógios, pois ele acredita que, assim, elas terão mais tempo para as coisas que mais importam. Os visitantes serão instigados a encontrar motivos para aproveitar a vida e observar a simplicidade das coisas mais bonitas, visitando o Palácio das Horas Livres.

Avenida e Calçadão

Além das praças, outros espaços estão envolvidos na programação natalina. É o caso da Avenida Vicente Machado. A mais importante avenida de Ponta Grossa recebe a tradicional iluminação natalina com o tema ‘Caminho de Luz e Fractais’, floral inspirado em fractais de luz. A decoração inicia na Praça Barão de Guaraúna e vai até o Terminal Central, onde termina com uma inovadora árvore que se acende através de bicicletas geradoras de energia. As pessoas poderão pedalar para que as cores brilhem nesse caminho.
O Calçadão da Coronel Cláudio não poderia ficar de fora. O espaço por onde passam milhares de pessoas todos os dias recebe o ‘Natal no Coração’, com uma decoração especial com pirulitos de bolas natalinas, performances e flashmobs ao longo de todo mês de dezembro em horários diversos. “Afinal, o Calçadão é o coração da cidade”, como destaca o secretário Alberto Portugal.

Música, dança e teatro

Grandes atrações artísticas estão marcadas também para o ‘Palco de Natal’, instalado no Lago de Olarias. O local vai receber apresentações todas as noites, com concertos, espetáculos de teatro e dança tendo a participação de grupos municipais. Árvores gigantes natalinas e uma bota especial vão encantar o público às margens desse que é hoje um grande cartão-postal ponta-grossense.

E a música também vai tomar conta da Rua XV de Novembro, que receberá a ‘Parada Natalíssima’ em cinco datas diferentes, durante todo o mês de dezembro. “Será uma grande festa de rua, para a comunidade se divertir e compartilhar um delicioso

Biblioteca Pública recebe ‘Casa dos Sentidos’

Vivências de crianças e adolescentes com autismo é apresentada em exposição

Foi aberta hoje (21) a exposição ‘Casa dos Sentidos’, na Biblioteca Pública Professor Bruno Enei, uma mostra interativa sobre vivências de crianças e adolescentes com autismo. A produção é da Guanabara Produções Culturais, com apoio da Montenegro Produções Culturais, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e apoio, em Ponta Grossa, da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura.

A exposição, que tem sido levada para várias cidades, fica em Ponta Grossa até o dia 3 de dezembro e é aberta para o público em geral que, nela, pode observar vivências e experiências de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), o que é apresentado em uma instalação interativa que alia sensibilidade artística com a temática das vivências desse público. A mostra é gratuita para toda comunidade e também contará com visitas especiais, guiadas, para professores e artistas. Para o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, é “muito gratificante receber um trabalho tão bonito e intenso, com um tema tão importante, nos 200 anos de Ponta Grossa.

A exposição estreou no ano passado, em Curitiba. Com o sucesso do projeto, a segunda edição ganhou maiores proporções, com uma versão pocket da casa que circula por outros estados, tendo passado já por Monte Mor (SP) e Catalão (GO). Nessa versão, a casa conta com cômodos como sala de jantar, quarto e cozinha elaborados, respectivamente, pelos artistas Bruna Alcântara, Marcella Callado e Bruno Romã.

A instalação busca traduzir em expressões artísticas os sentimentos e vivências das crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), usando como símbolo o espaço de uma casa para representar essas impressões. “Cada um vê o mundo à sua maneira e as pessoas com TEA enxergam e interpretam a realidade de uma forma ainda mais individual. A proposta da curadoria é oferecer uma experiência inédita que fala sobre inclusão social por meio da arte. Tudo de forma sensorial e lúdica”, conta Giuzy de Luca, curadora do projeto.

Exposição conta com ambientes projetados de forma a trabalhar a sensorialidade

Para desenvolver a Casa, a Montenegro Produções realizou um extenso processo de pesquisa, a partir de vivências com crianças autistas. Essa etapa foi toda acompanhada por profissionais formados em psicologia, pedagogia, psicomotricidade, fonoaudiologia e terapia ocupacional. Houve ainda apoio da Tismoo, primeira startup de medicina e testes genéticos para autismo, e do The Muotri Lab (da Universidade de San Diego, Estados Unidos), que investiga os mecanismos fundamentais para o desenvolvimento do cérebro e de transtornos como o autismo.

As visitas podem ser feitas de segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados, quando estará aberta exclusivamente para a exposição, das 13h30 às 17h. A Biblioteca Pública Municipal Professor Bruno Enei fica na Rua dos Operários, nº 100 – Olarias – Complexo Cultural Jovanni Pedro Masini.

Concertos movimentam o mês de novembro em Ponta Grossa

Grupos musicais da Secretaria Municipal de Cultura se apresentam em diferentes espaços

O Conservatório de Música Maestro Paulino encerra as atividades de 2023 neste mês. Para isso estão programadas diversas apresentações que acontecem em diferentes espaços, como o Centro de Música, Cine-Teatro Ópera e Concha Acústica. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC). Todas as apresentações marcadas para o Cine-Teatro Ópera terão entrada solidária.

“Neste mês teremos concertos dos nossos principais grupos como a Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa, Banda Lyra e a Conserva’s Big Band!”, conta o diretor de Ensino de Arte e Cultura da SMC, Johnny Adam Bueno.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, lembra que “a programação dos 200 anos de Ponta Grossa, na qual estão inseridas as apresentações, ainda acontecem com grande intensidade. Essas ações com música atraem grande público em nossa cidade”, frisa.

As atividades ganham intensidade a partir do dia 18 (próximo sábado), com o Concerto ‘Celebra-te’, em comemoração ao aniversário da Banda Lyra dos Campos, que está completando 71 anos. A apresentação acontece no Cine-Teatro Ópera, a partir das 20 horas. Já no domingo, no mesmo espaço, será realizado o concerto de final de ano da Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa, com o tema ‘Sonho de uma noite de verão’, no qual será exibida a Sinfonia n. 5, de Mendelssohn. O espetáculo inicia às 19h30. Nos dois eventos o ingresso solidário será um fardo de papel higiênico.

Nos dias 20 e 21 (segunda e terça-feira) serão realizados recitais de encerramento do ano da iniciação musical do Conservatório Maestro Paulino. Na segunda-feira, a apresentação ocorre no Cine-Teatro Ópera e, na terça-feira, o palco será a Concha Acústica da Praça Barão do Rio Branco, ambas a partir das 19h30. No Ópera, a entrada solidária é um pacote de bala.

Ainda haverá, no Centro de Música, dos dias 20 a 30, recitais de classes de todos os instrumentos trabalhados. “O objetivo é dar oportunidade para os alunos colocarem em prática toda essa vivência musical trabalhada em sala de aula”, explica Johnny Adam Bueno.

No dia 26, a Conserva’s Big Band realiza o concerto ‘À brasileira’, no Cine-Teatro Ópera, a partir das 19h30. Essa apresentação também terá como entrada solidária um pacote de bala.

PG Projection apresenta imagens de Natal na fachada da Villa Hilda

De 15 a 17 deste mês (quarta à sexta) será realizada a última edição de 2023 do ‘PG Projection’. As projeções, com o tema ‘A chave do Natal’, acontecem na fachada do Museu Municipal Aristides Sposito (Mansão Vila Hilda). A promoção é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, e faz parte da programação dos 200 anos de Ponta Grossa.

As projeções vão acontecer diariamente, nos três dias, das 19h30 às 22 horas. Nesta edição serão apresentadas imagens natalinas de Ponta Grossa. “Com isso, estamos dando início à programação de Natal da cidade”, destaca o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

O PG Projection vem sendo realizado desde junho, com projeções realizadas em importantes e icônicos prédios da cidade, sempre com temáticas que destacam Ponta Grossa. Tem sido abordada a memória e identidade do município em diferentes regiões, ocupando fachadas desde igrejas até prédios domiciliares.

Ponta Grossa recebe exposição ‘Casa dos Sentidos’

Exposição interativa trata de vivências de crianças e adolescentes com autismo

Entre os dias 21 deste mês e 3 de dezembro, a Biblioteca Pública Professor Bruno Enei recebe a exposição ‘Casa dos Sentidos’, uma exposição interativa sobre vivências de crianças e adolescentes com autismo. A produção é da Guanabara Produções Culturais, com apoio da Montenegro Produções Culturais, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

As vivências e experiências de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA) são inspiração para a Casa dos Sentidos, apresentada em uma instalação interativa que alia sensibilidade artística com a temática das vivências desse público. A mostra pode ser vista de forma gratuita. Haverá, também, visitas especiais, guiadas, para professores e artistas.

A exposição estreou no ano passado, em Curitiba. Com o sucesso do projeto, a segunda edição ganhou maiores proporções, com uma versão pocket da casa que circula por outros estados. Depois de Monte Mor (SP) e Catalão (GO), agora chegará em Ponta Grossa. Nesta versão, a casa terá os cômodos sala de jantar, quarto e cozinha elaborados, respectivamente, pelos artistas Bruna Alcântara, Marcella Callado e Bruno Romã.

A instalação surgiu como uma forma de traduzir em expressões artísticas os sentimentos e vivências das crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), usando como símbolo o espaço de uma casa para representar essas impressões. “Cada um vê o mundo à sua maneira e as pessoas com TEA enxergam e interpretam a realidade de uma forma ainda mais individual. A proposta da curadoria é oferecer uma experiência inédita que fala sobre inclusão social por meio da arte. Tudo de forma sensorial e lúdica”, conta Giuzy de Luca, curadora do projeto.

Para desenvolver a Casa, a Montenegro Produções realizou um extenso processo de pesquisa, a partir de vivências com crianças autistas. Essa etapa foi toda acompanhada por profissionais formados em psicologia, pedagogia, psicomotricidade, fonoaudiologia e terapia ocupacional. Houve ainda apoio da Tismoo, primeira startup de medicina e testes genéticos para autismo, e do The Muotri Lab (da Universidade de San Diego, Estados Unidos), que investiga os mecanismos fundamentais para o desenvolvimento do cérebro e de transtornos como o autismo.

Na sequência, entraram as parcerias entre artistas e arquitetos no desenvolvimento da experiência imersiva. A equipe continua desenvolvendo uma linha de pesquisa paralelamente ao projeto artístico, que será levada à Universidade de San Diego (EUA) com embasamento técnico. O projeto artístico alia, assim, a inclusão, aceitação e conhecimento sobre TEA, que teve um aumento de 15% nos casos diagnosticados nos últimos dois anos, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. “Como mais uma parte desse conjunto e projeto, a arte é o elo de ligação no campo expressivo que aproxima os sentidos e a inclusão”, comenta a pesquisadora Jocian Machado Bueno.

Artistas

O conceito da casa para criar os cenários artísticos simboliza um lugar seguro e receptivo. “É o espaço do acolhimento e do afeto e, assim sendo, pode continuar essencialmente simples. A Casa dos Sentidos tem essa medida exata, toda alicerçada na arte para provocar diversas sensações a cada cômodo”, explica Carolina Montenegro, diretora da Montenegro Produções Culturais e da Guanabara Produções Culturais.

A imersão da Casa dos Sentidos engloba toda uma vivência sensorial, em ambientes desenvolvidos por artistas, arquitetos e designers renomados. Bruna Alcântara é a responsável pela Sala de Jantar, trabalhando conceitos como memória afetiva. O Quarto é assinado por Marcella Callado, que resgata o universo infantil dos sonhos. Bruno Romã é o responsável pela Cozinha, que brinca com questões como bagunça e ordem.

A versão pocket permite ao projeto circular com maior facilidade para outras cidades e atingir um público maior, levando arte e consciência a outros espaços. Ponta Grossa (PR) encerra o circuito do projeto em 2023. Em 2024, a Casa dos Sentidos passará por Campinas (SP), Curitiba (PR), São Paulo (SP) e Brasília (DF). Em agosto do próximo ano, o circuito vira internacional: a exposição acontecerá em San Diego, na Califórnia (EUA).

Prefeitura lança edital para audiovisuais

Objetivo é apoiar produções locais através da Lei Paulo Gustavo

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, lança edital de apoio a produções de obras audiovisuais locais através da Lei Complementar 195/2022, do Governo Federal (Lei Paulo Gustavo). O objetivo é apoiar financeiramente produtores, artistas e técnicos do setor audiovisual do município, no fomento da criação local de produtos audiovisuais e incentivar o desenvolvimento do setor e dos profissionais desse segmento. Os projetos deverão prever obras inéditas de temática livre.

Edital de audiovisual lançado através da Secretaria Municipal de Cultura

Os interessados podem acessar o edital através do endereço eletrônico https://cultura.pontagrossa.pr.gov.br/lpg-2/ no site da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) para maiores informações. O prazo das inscrições vai até o dia 5 de novembro.

Na realização do edital, se buscou assegurar as medidas de democratização, desconcentração, descentralização e regionalização do investimento cultural, com a implementação de ações afirmativas. “As condições para a execução da Lei Paulo Gustavo, em Ponta Grossa, foram criadas com o engajamento da sociedade, por meio de consultas públicas, questionários e oitivas com os agentes culturais e demais interessados”, conforme explica o diretor do Departamento de Cultura da SMC, Carlos Phantasma.


 O edital contempla a produção de obras audiovisuais nos formatos: médias-metragens, curtas-metragens, programa cultural televisivo ou para Web, websérie, alpha de jogo, videoclipes e vídeos curtos gravados e editados em celular.
 Podem se inscrever no edital qualquer agente cultural pessoa física ou jurídica, maior de 18 anos, domiciliado no município de Ponta Grossa há pelo menos 6 meses.


Serão selecionados:

– 12 projetos de R$70.000,00 – Médias-metragens, programa cultural televisivo ou para web, websérie alpha de jogo;

– 9 projetos de R$ 40.000,00 – Curtas-metragens;

– 14 projetos de R$ 8.000,00 – Videoclipes;

– 9 projetos de R$ 3.000,00 – Vídeos curtos gravados e editados em celular.

Premiação da gincana Princesa em Festa será realizada nesta sexta

Será divulgado hoje, no Parque Ambiental, a partir das 19 horas, o resultado da gincana ‘Princesa em Festa – 2023’. Ao todo, serão premiadas seis categorias, de acordo com critérios pré-estabelecidos, que englobam cidadania, fraternidade, ecletismo e respeito geral. A realização é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Rede Massa Ponta Grossa/SBT.

A gincana tem um caráter sócio-recreativo-cultural. O objetivo do Princesa em Festa é “resgatar valores como generosidade, gentileza e o convívio em sociedade, por meio de boas ações por toda cidade”, conforme explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

Nesta edição foram propostas 200 atividades/presentes, em alusão aos 200 anos da cidade, divididas em seis categorias: PG Cult e Criativa, Cuidar da Nossa Terra, Movimente-se!, Vida Saudável, Cidadão Bem e Ponta Grossa é Demais!. Também foram criados, como diferencial deste ano, presentes chamados de “Algo que não está na lista” para cada uma das categorias. Isso permitiu que os participantes pudessem propor algo diferente do que foi sugerido.

A gincana Princesa em Festa não tem fins lucrativos. Os participantes foram voluntários na execução da ação/presente. Para isso, foi disponibilizada uma lista com os 200 presentes dentro das seis categorias. São ações que abrangeram diferentes setores, como artístico-cultural, esportes, orientação no trânsito, conscientização na área de saúde, arrecadação de itens para doação, entre tantos outros. As ações/presentes foram realizadas entre 1° de setembro e 15 do mesmo mês. Os participantes enviaram para as comissões de avaliação um vídeo de até dois minutos mostrando a tarefa concluída.

Serão contemplados, na noite de hoje, os primeiros colocados em cada uma das seis categorias. A premiação será composta de certificados a todos os participantes, troféu para os cinco melhores presentes e um bolo de aniversário para as seis melhores equipes. Os prêmios são simbólicos, uma vez que “o verdadeiro prêmio é a participação e o resultado no cenário urbano, na comunidade”, como destaca o secretário Alberto Portugal.

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Pular para o conteúdo Secured By miniOrange