Flicampos acontece na semana que vem e une roça e literatura

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza, de 12 a 15 de abril, o Festival Literário dos Campos Gerais – Flicampos 2023 – Parte I. O

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza, de 12 a 15 de abril, o Festival Literário dos Campos Gerais – Flicampos 2023 – Parte I. O evento está inserido na programação dos 200 anos de Ponta Grossa. O tema definido para esse ano é ‘Consuma Agri&Cultura’, com a proposta de aproximar dois tipos de produção: a agropecuária, do meio rural, com a literária.

O evento é dividido em duas etapas. A parte I, que acontece agora, será voltada para a produção de literatura. O tema foi criado para fazer um elo dos produtores rurais com os artistas, ambos como atores sociais que saciam a fome. O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, explica que essa união surgiu dessa ideia. “Enquanto os produtores rurais, a roça, produzem o almoço, o alimento para o corpo, a cultura produz alimento para alma”, exemplifica.

O planejamento do Flicampos 2023 está inserido no eixo “Legados Intelectuais” das comemorações dos 200 anos de Ponta Grossa. Assim, foi feito um convite aos ‘fazedores da literatura’ locais para olharem com sensibilidade para a produção agrícola e as culturas simplistas da vida rural do município.

Programação

Essa ligação não ficará apenas como proposta abstrata. As atividades dessa primeira parte do ‘Consuma Agri&Cultura’ transformarão a ideia em prática. Serão realizadas saídas de campo nos dias 13, 14 e 15 com os escritores participantes. “A gente vai pra zona rural do município para que eles façam a produção, in loco, de poesias, crônicas e textos diversos na localidade, tendo como inspiração a paisagem e a rotina da roça”, explica o secretário. 

A abertura do Flicampos acontece no dia 12 (quarta-feira), às 20 horas, no Cine-Teatro Ópera, com o concerto especial “Roça”, da Orquestra Sinfônica Cidade de Ponta Grossa e artistas convidados. Nos dias seguintes, então, ocorrem as saídas de campo, chamadas de vivências literárias, voltadas à produção textual nas áreas rurais do município, com a integração de fazedores e fazedoras literários. Cada saída terá, em média, 3 horas de duração.

De acordo com Alberto Portugal, serão lançados alguns desafios na produção literária local, também com o objetivo de tentar criar um movimento literário que fale das questões rurais ponta-grossenses. Com isso, a proposta é deixar um legado dos intelectuais para os 200 anos de Ponta Grossa, com registros do ano de 2023 para o futuro, de como era a vida rural do município nessa época. “Então, a nossa proposta é reunir esses artistas escritores que vão fazer, durante esses três dias, uma série de produções. Queremos, com isso, valorizar as mais diversas naturezas de nossa terra e nossa gente, sensibilizando, promovendo o sentimento de pertencimento e, sobretudo, de orgulho à Ponta Grossa”, conclui.

Assim, a Secretaria Municipal de Cultura vai manter a mesma linha do Flicampos do ano passado, que tem o objetivo de aproximar mundos. Na edição anterior, foi feita uma ligação entre a literatura marginal e literatura erudita, agora, entre o alimento do corpo e o alimento da alma, do trabalho da roça com o trabalho da literatura.
Os escritores interessados em participar de uma destas datas, em especial, devem acessar o site http://cultura.pontagrossa.pr.gov.br e fazer o agendamento, mencionando a data e o horário de participação.

A parte II do Flicampos acontece entre os dias 22 e 23 de julho, durante o Festival de Inverno. Daí, então, será voltada para o consumo de literatura.

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange