Circuito Arte e Rua movimenta a cidade no final de semana

Artistas e expressões culturais de diferentes vertentes movimentam Ponta Grossa no próximo final de semana. Sábado e domingo (29 e 30) o espaço da Feira do Produtor, na Rua Benjamin Constant, será palco da 3ª edição do Circuito Arte e Rua. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura. 

O circuito é voltado para as mais diversas manifestações urbanas de arte de rua. O objetivo é reunir as diferentes expressões. Devem participar grafiteiros, artistas de hip-hop, com batalha de rima e break, entre outros. Também haverá oficina de lambe-lambe, técnica de intervenção urbana com papel. Está confirmada, ainda, a participação do grupo ‘Varal das Mina’, que é formado por mulheres que trabalham com brechó (alguns só online). No evento, elas têm a oportunidade de expor pessoalmente, estimulando o consumo consciente. 

“Nós acreditamos que, com esses eventos, podemos oferecer mais suporte e mais atenção às expressões de arte de rua e, assim, garantir que essas manifestações tenham espaço pra acontecer”, explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal. 

Grafite 

Jackson Paes, responsável pela organização dos grafiteiros, diz que está bastante empolgado com o evento. Foram convidados vários artistas, com a proposta de conectar a todos. “Será uma oportunidade para se conhecerem, trocar experiências e estimular, principalmente, os mais novos, para que continuem e se desenvolvam ainda mais. Os artistas ficaram bastante felizes”, destaca. Na parte da manhã, segundo Jackson, será realizado um ‘café com arte’, evento que deve contar com artistas de outras cidades para trocar informações e experiências. As pinturas começam no sábado à tarde com a temática central sendo os 200 anos de Ponta Grossa, mas não apenas essa. Haverá espaço para temas livres, também. Devem ser pintadas as pilastras da feira, escadarias e paredes. 

Música

No segmento musical, o rapper Ismael Alves dos Santos, o Gueg, organizador, explica que estão abrindo espaços para artistas diversos, com uma excelente grade de programação para todos os elementos culturais, como dança e música. Ele destaca a realização da ‘Batalhas dos 300’ (batalha de rimas), com inscrições gratuitas. Estão confirmados 16 competidores. A primeira fase está marcada para sábado, a partir das 16 horas. As finais acontecem no domingo, com início marcado para as 14 horas. Gueg destaca ainda a realização de performance de breaking, com B.Gilr Sher e B.Boy Koringa; e do DJ Banga, nos toca-discos, com repertório próprio.

Lambe-lambe

Na oficina desse final de semana, Christian Lucas vai mostrar um pouco sobre a técnica do lambe-lambe. “Esse suporte, de colar papel na superfície da cidade, traz muitas possibilidades para se pensar a paisagem urbana e a arte contemporânea. Na minha opinião, a arte de rua é a forma mais democrática de manifestação cultural. Ela pega um público espontâneo, na sua rotina, na sua transição de um espaço para o outro”, explica. Christian diz que acha incrível a gestão municipal criar estratégias para fomentar esse tipo de cultura em Ponta Grossa. “Sem dúvida, a Secretaria Municipal de Cultura tem realizado um incrível trabalho no cenário cultural da cidade”, comenta.

Varal das Mina

O Varal das Mina é um coletivo de empreendedorismo feminino que busca difundir a cultura do consumo consciente e moda sustentável pela economia circular. Através da iniciativa, o público encontra vários brechós, com peças de excelente qualidade e preços acessíveis, além de plantas, produtos aromáticos e essências naturais. Hoje conta com mais de 100 participantes. “Buscamos ressignificar o consumo prolongando, a vida útil de peças, através do slow fashion e do reuso de roupas que já estão aí. Assim, ajudamos o meio ambiente e na redução de lixo têxtil”, explica Rafaela Andrejezieski, representante do coletivo. No Circuito Arte e Rua, em torno de 40 participantes vão expor. Para ela, o convite para o Circuito Arte e Rua mostra que a união de vários segmentos é o caminho para atingir um público maior e mostrar seus trabalhos.

Serviço

No sábado, a programação inicia às 13h e vai até as 22h. Já no domingo, começa às 9h com encerramento previsto para as 15h.

As inscrições para participação na oficina de lambe-lambe são gratuitas e podem ser feitas de forma on-line através do endereço  https://cultura.pontagrossa.pr.gov.br/formularios/oficina_lmbe_lambe

Prefeitura promove 3ª edição do Circuito Arte Rua

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza, nos dias 29 e 30 deste mês (sábado e domingo), a 3ª edição do Circuito Arte Rua. O evento acontece no espaço da Feira do Produtor, na rua Benjamin Constant, centro.

No sábado, a programação inicia às 13h e vai até as 22h. Já no domingo, começa às 9h com encerramento previsto para as 15h. O circuito é voltado para as mais diversas manifestações urbanas de arte de rua. O objetivo é reunir as expressões. Devem participar grafiteiros, artistas de hip-hop, com batalha de rima e break, entre outros. Também haverá oficina de lambe (técnica de colagem de pôsteres e cartazes produzidos para serem afixados na rua, em muros ou outros espaços).

Também está confirmada a participação do grupo ‘Varal das Mina’, que é formado por mulheres que trabalham com brechó (alguns só online). No evento, elas têm a oportunidade de expor pessoalmente, estimulando o consumo consciente.

“Nós acreditamos que, com esses eventos, conseguimos institucionalizar um pouco a participação dos artistas de rua nas ações oficiais promovidas pela Cultura no município. Essa integração é muito importante para levantar um panorama da arte urbana”, explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

As inscrições para participação na oficina de lambe-lambe estão disponíveis clicando aqui.

Prefeitura realiza Fórum Municipal de Cultura

Será realizado no dia 25 (Terça-feira), a partir das 19 horas, no Centro de Criatividade, o Fórum Municipal de Cultura. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, Através da Secretaria Municipal de Cultura e Conselho Municipal de Política Cultural. O evento é aberto a toda comunidade e não é preciso fazer inscrição previamente. 

O Fórum precede a Conferência Municipal de Cultura e é um espaço em que a comunidade pode se reunir com o segmento do qual faz parte e discutir questões voltadas às políticas públicas que depois serão apresentadas na Conferência. O conselho conta com cadeiras que representam as mais diferentes manifestações culturais, como literatura, música, dança, artes populares, artes visuais, audiovisual e teatro. 

Para o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, o Fórum é uma ferramenta muito importante na construção coletiva, capaz de reunir as demandas e levantar um panorama para chegar na Conferência com um material encaminhado. “Nós acreditamos que a partir desses momentos a gente aproxima o trabalho da gestão pública municipal de cultura da comunidade de fazedoras e fazedores culturais”, destaca.

SMC realiza chamamento público para compor banco de dados de avaliadores

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC), divulga o Chamamento Público 002/2023 para seleção de avaliadores, pessoas físicas, para análise dos projetos culturais inscritos nos editais da SMC e do Fundo Municipal de Cultura. As inscrições estão abertas até as 23h59 do dia 2 de abril, exclusivamente neste site.

Os interessados podem se inscrever para prestar serviços em uma ou mais das seguintes áreas: Artes Cênicas; Artes Visuais; Audiovisual; Literatura, Livro e Leitura; Música; Patrimônio Cultural (material e imaterial); Povos, comunidades tradicionais e culturas populares; e Produção cultural.

O trabalho a ser executado pelos avaliadores contratados envolve análise de mérito; emissão de pareceres técnicos de produtos ou projetos culturais; lançamento de notas do mérito; revisão de parecer técnico, notas e considerações, com base nos eventuais recursos apresentados. Para o diretor do Departamento de Cultura da SMC, Carlos Phantasma, “a formação do banco de avaliadores é importante porque demonstra que todos os processos da Secretaria são feitos de maneira transparente, com isenção, sem a presença de artistas e agentes locais”.

Esclarecimentos sobre o regulamento podem ser prestados pelo Departamento de Cultura. As questões deverão ser enviadas para o e-mail pontagrossa.cultura@gmail.com. REQUISITOS EXIGIDOS Poderão compor o Banco de Dados de Pareceristas os interessados que preencherem os seguintes requisitos:

a) Ser brasileiro nato ou naturalizado;

b) Não residir atualmente em Ponta Grossa;

c) Ter idade mínima de 18 anos, no ato da inscrição;

d) Possuir, no mínimo, três anos de experiência na área cultural pleiteada;

e) Ter concluído, no mínimo, cursos de nível médio ou equivalente;

f) Para pareceristas ligados ao Patrimônio Cultural Material: ser formado em Arquitetura e Urbanismo, com experiência em patrimônio ou ser pós-graduado em curso voltado ao patrimônio cultural;

g) Para pareceristas ligados ao Patrimônio Cultural Imaterial e Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares: ser formado em Antropologia, ou ser pós-graduado em curso voltado ao patrimônio cultural, ou possuir experiência comprovada na área, ou ser formado em História ou Geografia, com comprovação de experiência na área.

Prefeitura realiza Peregrinação de João Maria

No próximo sábado (dia 25) será realizada uma peregrinação de ‘João Maria, o Monge do Paraná’. A saída está marcada para as 6 horas da manhã, diante da Casa do Divino, no Centro, com destino ao Olho d’água de São João Maria, na Vila Ana Rita. A organização é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura e da Secretaria Municipal de Turismo.

          A peregrinação, que contará com trajeto de 3,5km , marcando o ‘Dia do Monge João Maria’, comemorado no dia 27 de Março, através da Lei Estadual 20.002, sancionada no ano passado. O destino será o Olho d’água localizado no bairro Neves, local de devoção dos fiéis.

          A peregrinação do Monge João Maria é uma das histórias mais ricas e importantes da religiosidade paranaense. Sua presença é registrada em dezenas de municípios do Estado entre o final do século XIX e início do século XX, inclusive em Ponta Grossa, onde o recanto de São João Maria é um local de visitações e oferendas por graças alcançadas. O monge tinha como tradição acordar às 3h45 todos os dias e partir para sua peregrinação às 6h00. Atualmente, diversas cidades do Estado já realizam ações, como peregrinações, novenas e debates sobre sua curiosa história.

          “Muito além das questões da devoção, a história do Monge João Maria reúne diversos aspectos culturais, e neste ano, como parte da celebração dos 200 anos de Ponta Grossa teremos a primeira ação dedicada a este símbolo de cultura popular, oportunizando às pessoas da comunidade conhecer esta expressão”, destaca o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal. Para o secretário municipal de Turismo, Paulo Stachowiak, o evento “é uma forma da Prefeitura manter, através das Secretarias, essa tradição sociocultural da crença popular. O Olho d’água de São João Maria é um local de muita visitação, muito importante para a cidade, e o turismo religioso pode se tornar ainda mais forte em Ponta Grossa”.

Inscrições estão abertas através do endereço https://forms.gle/1mSpMDsokfrLUsFMA

SERVIÇO:
Peregrinação de João Maria
Dia 25 de Março, às 06h00, saindo da Secretaria Municipal de Cultura
(Rua Sete de Setembro, 572)
Inscrições: 1kg de alimento

‘Carnaval de Ponta Grossa: 200 anos de alegria e samba no pé’ movimenta a cidade a partir de sexta

Carnaval promete reviver grandes momentos de alegria em Ponta Grossa

Ponta Grossa se prepara para a realização de um dos maiores carnavais da cidade das últimas décadas. Com o tema ‘Carnaval de Ponta Grossa: 200 anos de alegria e samba no pé’ (alusivo aos 200 anos do Município), a festa contará com desfiles de blocos, de escolas de samba, do tradicional Corso, matinês infantil e da terceira idade, baile e Concurso de Fantasias e da Rainha do Carnaval. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura. Toda programação acontece nas ruas centrais e Parque Ambiental.

“Nós trabalhamos no sentido de fomentar e fortalecer a cultura de Ponta Grossa e, nesse sentido, o Carnaval é uma das manifestações mais tradicionais e importantes do país. A festa que estamos programando, tenho certeza, será um grande marco para nossa população e tornará o aniversário de 200 anos do município ainda mais bonito”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt.

O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, explica que o objetivo do Carnaval 2023 é integrar toda comunidade em uma festa plural, voltada para os diferentes públicos, com atrações diversas.  “Nosso Carnaval será, acima de tudo, uma celebração da história de Ponta Grossa e integração de todos, por meio da música e da alegria. Será uma celebração da felicidade para todas as idades. Tudo isso com muita segurança e harmonia”, destaca o secretário.

O encontro com os foliões começa às 20 horas de sexta-feira (17), no Parque Ambiental, quando acontece o Baile Municipal, com Concurso da Rainha e Concurso de Fantasias. Além do baile, no mesmo local, nos dias seguintes haverá apresentação da Banda Show, com início sempre após os desfiles dos blocos. A programação será encerrada às 22h30, todos os dias.

Diariamente, de sábado a terça, quatro blocos animam o Carnaval ponta-grossense. O primeiro a sair é o ‘Bloco des Polaces’, que se concentra no sábado (18), a partir das 14 horas, na Praça Barão de Guaraúna. No domingo (19) será a vez do ‘Trem das Onze’, que sai às 16 horas em frente da Feira do Produtor. E os desfiles continuam em plena segunda-feira (20), com o ‘Bloco da Chave’, também às 16 horas, em frente à Feira do Produtor. Na terça, fechando a programação dos blocos, será a vez do ‘Bloco da XV’, na Rua XV de Novembro. Todos os blocos também estão convidados a participar do Corso, no domingo, a partir das 20 horas, na Rua Benjamin Constant.

O tradicional desfile das escolas de samba acontece no sábado na Rua Benjamin Constant, com início marcado para às 20 horas. Quatro escolas estão confirmadas: Cidade de Olarias, Baixada Princesina, Ases da Vila e Estopim da Fiel.

Crianças e idosos também têm espaço no Carnaval de Ponta Grossa. No Parque Ambiental. No domingo, a partir das 15 horas, acontece o Matinê Infantil. No mesmo horário, na segunda-feira, será a vez do Matinê da Terceira Idade. Ainda na programação diurna, na terça-feira (21), às 15 horas, tem o ‘Pagode no Ambiental’, com Juliano Carneiro e Banda.

EXPOSIÇÃO

Vale destacar que continua a exposição  “Entre bonecos e fantasias – o minúsculo mundo do carnaval de maquete”, de Renato Garcia, em exibição na Unidade Cultural Ponto Azul. A promoção também é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura. A exposição pode ser visitada até o dia primeiro de março.

A maquete retrata uma escola de samba nos moldes oficiais, só que em forma de maquete. “Os visitantes podem ver alas, carros alegóricos, baianas, casais de mestre-sala e porta-bandeira, em miniatura, tentando ser o mais fiel possível a uma escola real”, explica Renato.

A exposição é consequência de um concurso de escolas de samba de maquetes que acontece a nível nacional, realizado pela União das Escolas de Samba de Maquete (UESM). A maquete é composta por cerca de 450 bonecos, além das alegorias.

Confira abaixo toda programação 

Dia 17 – Sexta-feira

20 horas: Baile Municipal com Concurso da Rainha e Concurso de Fantasia, no Parque Ambiental.

Dia 18 – Sábado

14 horas: Bloco dos Polacos (Bloco des Polaces). A concentração acontece na Praça Barão de Guaraúna. 

20 horas: Desfile das Escolas de Samba na Rua Benjamin Constant.

Festa no Parque Ambiental com Banda Show. O evento começa logo após o desfile das escolas de samba.

Dia 19 – Domingo

15 horas: Matinê Infantil, no Parque Ambiental. 

16 horas: Bloco Trem das 11. Concentração na Feira Do Produtor. 

20 horas: Corso. 

Festa no Parque Ambiental com Banda Show. Início após o desfile do bloco Trem das 11.

Dia 20 – Segunda-feira

15 horas: Matinê da Melhor Idade, no Parque Ambiental. 

16 horas: Bloco da Chave, com concentração na Feira Do Produtor. 

Festa no Parque Ambiental, com a Banda Show logo após o desfile do Bloco da Chave.

Dia 21 – Terça-feira 

15 horas: Pagode no Ambiental, com Juliano Carneiro e Banda

16 horas: Bloco da XV, com concentração na Rua XV de Novembro. 

Festa no Parque Ambiental, com a Banda Show. As atividades iniciam após o desfile do bloco.

Resultado do Corso.

Da Assessoria

Maquetes reproduzem, numa escala menor, um desfile de escola de samba em detalhes.

Exposição apresenta escola de samba em miniatura

Está aberta a exposição de maquete que mostra em miniatura todos os detalhes de uma Escola de Samba, com suas alas, carros alegóricos e fantasias. “Entre bonecos e fantasias – o minúsculo mundo do carnaval de maquete”, de Renato Garcia, estará em exibição na Unidade Cultural Ponto Azul. A promoção é da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura e faz parte da programação do ‘Carnaval de Ponta Grossa: 200 anos de alegria e samba no pé’. A exposição pode ser visitada até o dia primeiro de março. 

Renato Garcia trabalha com o desenvolvimento de maquetes desde 2019. Trata-se da criação de uma escola de samba nos moldes oficiais, só que em forma de maquete. “Os visitantes irão ver alas, carros alegóricos, baianas, casais de mestre-sala e porta-bandeira, em miniatura, tentando ser o mais fiel possível a uma escola real”, explica.

A exposição é consequência de um concurso de escolas de samba de maquetes que acontece a nível nacional, segundo Renato. O artista faz parte de uma liga, a União das Escolas de Samba de Maquete (UESM), que reúne agremiações e amantes de carnaval do país inteiro. “Acontece uma competição anual das escolas de maquete, promovida pela UESM. Existe o grupo de avaliação, acesso e especial, do qual faço parte”, conta.

A maquete é composta por cerca de 450 bonecos, além das alegorias. Renato Garcia utiliza os mesmos materiais que são usados normalmente para a confecção de fantasias e adereços de carnaval, só que numa escala bem menor. “Trata-se de um trabalho grandioso e minucioso em todos os detalhes, que vai encantar a todos os visitantes”, destaca o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal.

O ponta-grossense Renato Garcia é licenciado em História e pós-graduado em Artes. Trabalha na rede estadual de educação há 20 anos e, paralelamente, sempre esteve envolvido com escolas de samba. Foi carnavalesco da Escola de Samba Águia de Ouro, de Ponta Grossa, por quase 10 anos. “Levei campeonatos para a escola e encerrei minha carreira como carnavalesco levando o 2º lugar para a agremiação”, lembra. Também participou de concursos de fantasias promovidos pela Secretaria Municipal de Cultura. Desde 2019 tem investido no carnaval de maquetes.

Carnaval de Ponta Grossa – Programação

O Carnaval 2023 da Prefeitura de Ponta Grossa já está com a programação definida. A festa será realizada entre os dias 17 e 21 de fevereiro na região Central e contará com desfiles de blocos e escolas de samba, matinês, baile e Concurso de Fantasias e da Rainha do Carnaval. 

“Nós temos trabalhado para fomentar e fortalecer a cultura no nosso Município e o Carnaval, sem sombra de dúvida, é uma das manifestações mais tradicionais e importantes do nosso país. Tenho certeza que a festa que está sendo desenvolvida pela Prefeitura será um grande marco para a população e irá tornar o aniversário de 200 anos de Ponta Grossa ainda mais bonito”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt. 

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, o intuito da festa deste ano é integrar a comunidade e oferecer uma festa plural, voltada para todos os públicos. 

“O Carnaval deste ano será, acima de tudo, uma celebração da história da nossa cidade e da integração da comunidade por meio da música e da alegria, uma verdadeira celebração da felicidade. Nosso objetivo é oferecer uma festa com muita diversão, plural, com segurança, e para todas as idades”, aponta Portugal.  

Grito de Carnaval e exposição de maquetes
Precedendo as festividades, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, abre,  no dia 01 de fevereiro, a exposição de maquetes do Carnaval ‘Império dos Campos Gerais’ do artista Renato Garcia. O evento acontece a partir das 19h na Unidade Cultural do Ponto Azul, espaço que também receberá o Grito de Carnaval com participação de carnavalescos do Município. 

Acesse os editais para inscrição

Edital do Concurso das Escolas de Samba

Edital do Concurso de Fantasias

Edital do Concurso da Rainha do Carnaval

Regulamento para o Desfile

Confira a programação completa do Carnaval 2023

Dia 17 – Sexta-feira 

Baile Municipal com Concurso da Rainha E Concurso De Fantasia 

Horário: 20h

Local: Parque Ambiental

Dia 18 – Sábado 

Bloco dos Polacos (Bloco des Polaques)

Horário: das 14h às 17h30 – Concentração na Praça Barão de Guaraúna –

Desfile das Escolas de Samba

Horário: 20h

Local: Rua Benjamin Constant

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile das escolas de Samba

Dia 19 – Domingo

Matinê Infantil 

Horário: 15h

Local: Parque Ambiental

Bloco Trem das 11

Horário: 16h – Concentração na Feira Do Produtor – 

Corso 

Horário: 20h00 

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Dia 20 – Segunda-feira

Matinê Idosos 

Horário: 15h

Local: Parque Ambiental

Bloco da Chave

Horário: 16h – Concentração Na Feira Do Produtor –

Festa no Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Dia 21 – Terça-feira

Bloco da XV

Horário: 16h – concentração na Rua XV

Festa No Ambiental com Banda Show

Início das atividades após o desfile do bloco

Resultado do Corso

Carnaval de Ponta Grossa em 1980. Acervo da Casa da Memória Paraná

Origens

Conhecido de todos os brasileiros, mesmo daqueles que dizem que não gostam da folia, o Carnaval é uma das mais tradicionais festas populares do mundo. No Brasil é, sem dúvida, o maior evento popular, levando milhões de pessoas para as avenidas, sambódromos e clubes para dançar, sambar ou simplesmente assistir aos desfiles. 

O Carnaval teve origem na Europa, na Idade Média. O evento chegou ao Brasil ainda no período colonial, quando eram realizadas diversas brincadeiras. A partir do século XX, muitos ritmos passaram a fazer parte das comemorações e na década de 1930 se tornou a principal festa popular do país.

 
O Carnaval em Ponta Grossa        
Foi ainda no século XIX que o Carnaval chegou a Ponta Grossa.
De acordo com os relatos, Gabriel Caillot, filho de um imigrante Francês ligado à música, casou-se com uma moça negra chamada Floripa. Eles foram morar no bairro de Olarias e ali aliaram a musicalidade dele com as tradições familiares dela, que traziam na bagagem danças e batuques. Os ritmos eram usados em alegres saraus na casa deles no Carnaval.
O evento ganhou a cidade, incluindo outras características. Historiadores apontam que no início do século passado o Carnaval de Ponta Grossa se destacava principalmente pelo corso (desfile de carros com pessoas fantasiadas) pelas ruas centrais. O modelo teve seus maiores momentos durante as décadas de 1930 e 1940. Confetes e serpentinas tomavam conta dos festejos e das roupas dos participantes e observadores.
Os primeiros blocos de Carnaval foram criados entre as décadas de 1940 e 1950, com participação direta dos filhos de Gabriel Caillot e Floripa. Esses grupos foram tendo cada vez mais adesão e viraram escolas de samba. Aos poucos, adeptos ao Carnaval e ao samba foram criando outras escolas, tornando os desfiles um marco nas festividades carnavalescas locais.

Das ruas para os salões 


Nessa época o Carnaval também caiu no gosto dos clubes sociais de Ponta Grossa, que passaram a realizar concorridos bailes com marchinhas clássicas do país. A partir da década de 1940, portanto, o Carnaval ponta-grossense se dividiu entre as festas populares nas ruas, com a participação das escolas de samba e blocos, e os clubes sociais, com seus foliões rodando nos salões.

Prefeitura abre inscrições para editais de Cultura

No total, serão 11 editais de sete segmentos artísticos, que totalizarão R$ 420 mil em prêmios por meio do Fundo Municipal de Cultura
por Assessoria
A Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e o Conselho Municipal de Política Cultural, abriu o prazo de inscrição para 11 editais de sete segmentos artísticos: literatura, dança, teatro, música, artes populares, cine-foto-vídeo e artes visuais, que terão premiações com recursos do Fundo Municipal de Cultura. “Os editais são instrumentos importantes para a circulação de espetáculos, produção de conteúdo e democratização do acesso à cultura em Ponta Grossa”, afirma a prefeita Elizabeth Schmidt.
Conforme o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, os editais, lançados anualmente pela Secretaria e Conselho de Cultura, são fundamentais para fomentar o cenário cultural na cidade. “Através da sensibilidade dos conselheiros, os editais foram elaborados de uma forma a desburocratizar e oportunizar que mais artistas possam ser atendidos”, frisa.
A ação atende às políticas culturais do Município aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura e estabelecidas pelo Plano Municipal de Cultura. Cada edital vai premiar com o valor de até R$ 60 mil oriundos do Fundo Municipal da Cultura, e que será dividido entre as categorias. O objetivo, explica o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, é estimular a produção em diferentes segmentos, além de contribuir na formação de plateia e na difusão da produção cultural. Assim, com o resultado dos editais, serão promovidas exposições, mostras, ações educativas como oficinas e palestras, produção de curtas-metragens, movimentando ainda mais o setor cultural em Ponta Grossa.
Confira todos os editais disponíveis
Seleção de obras literárias
Concurso para circulação de espetáculos de música
Concurso para circulação de espetáculos de dança
Concurso para circulação de espetáculos de teatro
Seleção de projetos culturais para difundir os povos, comunidades tradicionais e a cultura popular de Ponta Grossa
Seletiva de apoio a projetos de cine-foto-vídeo ponta-grossenses
Seletiva de apoio a projetos de curta-metragens ponta-grossenses
12º Salão de Artes Visuais de Ponta Grossa
Phote – photografia estudantil
InterInvenções Urbanas
Ponta Grossa 200 anos

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
Secured By miniOrange